‘Viciados’ no trabalho em maior risco de depressão, sugere estudo

Se é um ‘workaholic’, viciado em trabalho, pode estar em maior risco de depressão ou de problemas com o sono.’workaholics’ – descritos como pessoas com “uma compulsão ou uma necessidade incontrolável de trabalhar incessantemente” – têm duas vezes mais probabilidade de ficar deprimidos e ter pior qualidade de sono do que os outros trabalhadores.

A equipe analisou os hábitos de trabalho de 187 trabalhadores franceses e descobriu que pessoas em empregos com grandes demandas eram cinco vezes mais propensas ao vício do trabalho. Este grupo de alto risco trabalhava, em média, sete horas a mais por semana do que os restantes colegas e caracterizam-se pelo seu “envolvimento excessivo no trabalho quando não é exigido ou esperado”.

Segundo o estudo, estes trabalhadores tinham duas vezes maior probabilidade de ficar deprimidos e uma qualidade do sono inferior.