Empresária morta em Barra do Choça por causa de dívida de R$ 15 mil

A empresária Gilvanete de Souza Nogueira, 52 anos, foi encontrada morta na tarde desta quinta-feira (21/01), na zona rural da cidade de Barra do Choça, no sudoeste baiano. Natural de Vitória da Conquista, ela estava desaparecida desde a última terça-feira (19/01). O corpo da trabalhadora foi localizado por uma cadela farejadora da Polícia Militar.

De acordo com a Polícia Civil, Gilvanete foi assassinada por causa de uma dívida de R$ 15 mil e o suspeito foi preso na quarta-feira (20/01). O homem, identificado como Everton Bruno dos Santos Miranda, teria usado o CNPJ de Gilvanete, com o consentimento dela, para comprar mercadorias para a empresa dele. Porém, se recusava a pagar a dívida. Diante da cobrança, teria ficado irritado e consequentemente, cometido o crime. O acusado deve responder pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Motorista de aplicativo é morto em Canabrava

Um motorista de transporte por aplicativo foi assassinado na noite deste sábado (27/02), no bairro de Canabrava, em Salvador. O crime aconteceu na Rua Paulo Souto, localidade...

Lista inédita de animais encontrados no Ceará é lançada

Tatus, onças pardas e baleias são alguns dos animais encontrados no Ceará e que integram um dos primeiros inventários de fauna realizados em âmbito estadual no Brasil. A...

Brasil tem 254 mil mortes por covid-19

O Ministério da Saúde divulgou hoje (27) novos números sobre a pandemia de covid-19 no país. De acordo com levantamento diário feito pela pasta, o Brasil tem...

Pesquisa: cepa do Amazonas do coronavírus gera mais carga viral

Um estudo coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Amazônia constatou que a carga viral de pacientes contaminados pela cepa P.1 do novo coronavírus (SARS-CoV-2), uma variante provavelmente...