Ex-senador é preso na Operação Lava Jato

Senador GimO ex-senador Gim Argello foi preso em sua casa, em Brasília, na manhã desta terça (12) na  28ª fase da Operação Lava Jato que foi batizada de Vitória de Pirro. Dois mandados são de prisão temporária, um de prisão preventiva, 14 de busca e apreensão e quatro de condução coercitiva, quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento. O preso com mandado preventivo é o ex-senador, que foi citado na delação do senador Delcídio do Amaral. Segundo Delcídio, Gim e outros parlamentares cobravam dinheiro de empreiteiros investigados na Lava Jato para que eles não fosses chamados para depor na CPI da Petrobras. A operação ocorre em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. O objetivo de apurar irregularidades na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado e na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investigaram irregularidades na Petrobras em 2014, informou a PF. Os fatos investigados nesta fase apuram a prática dos crimes de concussão, corrupção ativa, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Os presos serão encaminhados para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba/PR, enquanto aqueles conduzidos para depoimentos serão ouvidos nas respectivas cidades onde forem localizados.

Base Comunitária entrega cestas básicas para famílias carentes

A Base Comunitária de Segurança (BCS) de Nova Cidade, em Vitória da Conquista, entregou, na terça-feira (22), 50 cestas básicas, kits de higiene pessoal, itens de proteção...

ANP realiza mais de 7,4 mil fiscalizações no semestre

Apesar da pandemia do novo coronavírus (covid-19), a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) realizou 7.434 ações de fiscalização no primeiro semestre do ano...