José Maranhão: político mais idoso do Senado morre de Covid-19

O senador José Maranhão (MDB-PB), 87 anos, morreu nesta segunda-feira (08/02) em decorrência da Covid-19, conforme anunciou em nota sua assessoria. Ele estava internado desde o dia 29 de novembro do ano passado em João Pessoa (PB) e, em 3 de dezembro, foi transferido para a UTI de um hospital em São Paulo. Maranhão era o político mais idoso do Senado.

“Com o mais profundo pesar, comunicamos o falecimento do senador José Maranhão (MDB/PB), na noite desta segunda-feira, 8 de fevereiro, em São Paulo. O senador, presidente do MDB da Paraíba, lutava contra as complicações decorrentes da Covid-19 desde o dia 29 de novembro, segundo turno das eleições municipais, quando foi internado em João Pessoa. No dia 3 de dezembro, ele foi transferido para a UTI do Hospital Vila Nova Star, em São Paulo”, informou a assessoria.

De acordo com a nota, o político estava licenciado do mandato desde 12 de janeiro. A suplente Nilda Gondim (MDB-PB) assumiu o mandato desde então. Maranhão é o segundo senador a morrer vítima da Covid-19. Em outubro do ano passado, Arolde de Oliveira (PSD-RJ) faleceu no Rio de Janeiro, aos 83 anos.

A assessoria do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), divulgou uma nota de pesa. “É com grande pesar que o Congresso Nacional recebe a confirmação, nesta segunda-feira (8), da morte do senador paraibano José Maranhão, aos 87 anos, vítima de complicações decorrentes da Covid-19. Em homenagem à sua memória, o Senado Federal decreta luto oficial de 24 horas. Ficam mantidas as reuniões internas de trabalho, como a Reunião de Líderes da Casa. José Targino Maranhão cumpria o seu segundo mandato como senador da República. Maranhão começou na política na década de 1950. Precisamente em 1955, quando foi eleito deputado estadual, cargo para o qual foi reeleito por mais três mandatos. Também foi três vezes deputado federal. E governador do estado da Paraíba em três ocasiões. As sinceras condolências do Parlamento Brasileiro à família, amigos e a todos os paraibanos e paraibanas.”

Maranhão era formado em Direito pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Além de advogado, atuou como empresário. Foi deputado estadual por várias vezes, com o primeiro mandato em 1955. Foi também deputado federal, vice-governador, governador e estava no segundo mandato como senador.

Também já foi presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o colegiado mais importante da Casa. Estava à frente da comissão, quando o Senado analisou, entre outras propostas, a PEC do teto de gastos; e quando o colegiado deu aval ao processo de cassação do mandato do ex-senador Delcídio do Amaral.

Em vídeo, Kannário responde ataques de político derrotado: “Eu sou bola na bola”

Alvo de ataques disseminados por um político derrotado nas urnas, o deputado federal Igor Kannário relembrou, nesta quarta-feira (03/03), um vídeo em que realiza uma ação de...

Vídeos: tiroteio com mais de 200 tiros em São Caetano: “Aqui em casa estamos deitados no chão”

Traficantes em guerra por pontos de venda de drogas promovem pânico no bairro de São Caetano, na noite desta quarta-feira (03/03), por volta das 22h. De acordo com...

Funcionária de mercado baleada durante tiroteio em Valéria

Um tiroteio entre criminosos em Valéria, na noite desta quarta-feira (03/03), deixou a funcionária de um mercado baleada. De acordo com a fonte do Informe Baiano, a jovem...

Atendimentos virtuais do SAC Empresarial estão suspensos até a próxima segunda-feira (8)

Devido à prorrogação das medidas restritivas em Salvador e região metropolitana, as unidades do SAC Empresarial em Cajazeiras, Comércio, nos shoppings Barra e Bela Vista e no...