BBB21: Prêmio de R$1,5 milhão pode ficar em segundo plano para os participantes

Especialista explica como os Brothers podem monetizar muito mais que o prêmio milionário prometido ao campeão do reality show

Pode até parecer loucura, mas o prêmio final de 1,5 milhão de reais oferecido para o ganhador do Big Brother Brasil tem se tornado cada vez mais secundário. Apesar da quantia milionária destinada para o grande campeão do reality, a visibilidade e oportunidades abertas podem render muito mais para quem souber aproveitar a superexposição do programa.

De acordo com o advogado Eliézer Martins, a janela aberta pelo BBB pode render milhões de reais aos participantes antes mesmo da saída da casa. É o que está acontecendo com o cantor Rodolffo. O artista que faz dupla com o sertanejo Israel já ganhou mais de 3 milhões de reais apenas em visualização dos conteúdos disponíveis no Youtube desde a entrada no reality show. Antes de participar do BBB, a dupla tinha uma médica de 1,1 milhão de visualizações por música publicada na plataforma. Atualmente, o número de views está próximo a marca de 38 milhões.

“É um jogo que vai além do próprio jogo que está acontecendo na casa. Construir uma boa imagem aliada a enorme visibilidade e audiência do programa pode render contratos publicitários de dezenas de milhares de reais e até de milhões. Também é uma excelente oportunidade para alavancar a carreira profissional dos participantes que podem ser absorvidos pela própria emissora como atores ou apresentadores. No final das contas, esse 1,5 milhão que é oferecido como prêmio é muito pouco comparado o potencial de ganho fora do reality”, explicou o especialista.

No entanto, Eliézer Martins também explica que a participação no programa pode se tornar um verdadeiro tiro no pé. A rapper Karol Conká, por exemplo, levou um grande tombo no BBB. Com falas e atitudes contraditórias dentro da casa, além de ficar marcada com o maior percentual de rejeição da história do programa com 99,17% dos votos para deixar a casa, a cantora já acumula um prejuízo superior a 5 milhões de reais, fruto da série de cancelamentos com publicidades em redes sociais, shows e programas de televisão.

“É uma faca de dois gumes. Infelizmente, o que acontece no BBB não fica apenas no BBB. Uma imagem manchada dentro do reality pode gerar perdas irreparáveis para carreira de alguém. É preciso ter a consciência de que uma repercussão negativa das atitudes dentro de casa pode fechar portas que dificilmente podem ser reconquistadas fora do programa”, finalizou Eliézer.

Envolvido em latrocínio de policial civil na Santa Mônica é localizado na Soledade

Um homem suspeito de envolvimento na morte do policial civil Joel dos Santos de Jesus, de 49 anos, ocorrida na segunda-feira (12/04), no bairro de Santa Mônica,...

Governo prorroga toque de recolher e proibição de shows e festas em toda a Bahia

O Governo do Estado decidiu prorrogar as medidas restritivas em toda a Bahia. O toque de recolher noturno e a suspensão de shows, festas e atividades esportivas...

Decarga recupera carga roubada de óleo avaliada 280 mil

Avaliada em R$ 280 mil, carga de óleo roubada na última sexta-feira (9), foi recuperada por policiais da Delegacia de Repressão aos Roubos de Carga (Decarga) de...

Suspeito de mais de 20 roubos é preso em Porto Seguro

Um homem de 28 anos, investigado por ter cometido mais de 20 furtos e roubos em Porto Seguro, foi preso em flagrante por policiais da Delegacia Territorial...