Lauro de Freitas e Cruz das Almas terão mais de 100 novos empregos com unidades industriais

Cerca de 111 empregos serão gerados em duas unidades industriais na Bahia. Com investimento de R$ 1,6 milhão na ampliação e modernização da planta industrial, a Eco System, localizada em Lauro de Freitas, deve gerar até 16 novos postos de trabalho diretos e mais 50 indiretos, além de manter os 20 empregos já existentes. A unidade é destinada à produção de etiquetas, rótulos e pulseiras. Já a Jean Estofados, instalada em Cruz das Almas, foi responsável pelo aporte de R$ 800 mil em investimentos na implantação da fábrica voltada à produção de camas e sofás. Com a instalação, a empresa irá gerar 30 empregos diretos e mais 15 indiretos. Os protocolos de intenções foram assinados na terça-feira (06), pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

“São dois empreendimentos que darão mais esperança, com a geração desses empregos, para as pessoas de cada região onde as empresas estão instaladas. Constantemente, nós do Governo do Estado estamos trabalhando para conquistar empresários, atrair investimentos e desenvolver mais ainda a nossa Bahia”, destaca o vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico.

Segundo o sócio da Eco System, Elton Carvalho, além de incrementar a indústria com novos equipamentos, a empresa passará por uma reforma no galpão onde a sede está instalada. “O nosso principal objetivo é produzir produtos os quais a Bahia ainda não fabrica, como: Sleeve, In Mold Label, Roll Label, embalagens flexíveis de bopp, polietileno, poliéster e alumínio. São materiais específicos que praticamente só conseguimos através da importação de outros estados. Também teremos a expansão em nossas linhas de produtos, principalmente, na área de rótulos, portanto, vamos ter condições de produzir muitos rótulos diferentes. A nossa intenção é agregar valor e melhorar a qualidade deste item aqui na Bahia para o cliente”, explica.

“O aumento da população urbana tornou-se um fator chave para o desenvolvimento no setor moveleiro. Os produtos desse setor crescem, conforme pesquisas, e a tendência é que continue assim. A sua implantação contribuiu de forma significativa para o desenvolvimento local e do Estado, empregando várias pessoas de forma direta e indireta, na contramão do cenário atual vivenciado com o desemprego por causa da Covid-19. Em média, a capacidade mensal de produção é de 3,1 mil unidades, sendo 1,4 mil de camas e mais 1,6 mil conjuntos de sofás”, afirma o proprietário da Jean Estofados, Jean Sampaio.

Ladrões capotam carro na Estrada Velha do Aeroporto e um é baleado

Dois ladrões que estavam roubando transeuntes na Estrada Velha do Aeroporto, imediações do bairro de Cajazeiras, foram surpreendidos por um policial que estava de folga, na manhã...

Perseguição em Amaralina e dois baleados

Dois homens foram presos, uma arma de fogo apreendida e um veículo recuperado por policiais militares da 40ª CIPM, na manhã desta terça-feira (13/04), no bairro de...

Comércio varejista cresce 0,6% em fevereiro, diz IBGE

O volume de vendas do comércio varejista cresceu 0,6% na passagem de janeiro para fevereiro. Segundo dados divulgados hoje (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística...

Governo e companhia aérea apostam em voos regionais para o segundo semestre

A implantação de voos comerciais para destinos turísticos como Boipeba, Maraú, Mucugê e aumento das frequências para Morro de São Paulo foram temas discutidos nesta segunda-feira (12),...