Anderson Ninho diz que vereadora trabalha contra construção de CMEI em Dom Avelar

“Pela primeira vez eu estou vendo uma vereadora trabalhar para evitar a construção de uma escola. É o que está acontecendo no bairro de Dom Avelar. Nosso mandato indicou ao prefeito Bruno Reis a construção do Centro Municipal de Educação Alita Ribeiro de Araújo Soares, que será um espaço com ar-condicionado, com equipamentos modernos, com mais salas e que vai funcionar em tempo integral”, disparou o vereador Anderson Ninho (PDT) sem revelar o nome da edil em questão. Porém, o Informe Baiano apurou que trata-se da presidente municipal do PSDB, vereadora Cris Correia, que fez a proposta de reformar o Centro Municipal de Educação Infantil Anival Razoini Figueiredo.

Ninho explicou que em janeiro desse ano, início do mandato, apresentou “o projeto de demolição e contrição de um novo equipamento após diversas reuniões com a comunidade” e diálogos com a gestão.

“O prefeito, inclusive, já deu o sinal positivo. Agora os moradores de Dom Avelar são surpreendidos com a tentativa da vereadora de emplacar uma reforma na escola atual, sendo que não é essa a necessidade e não é isso que queremos. Mas se fosse na Barra, na Pituba ou em outro bairro nobre, aí poderia ser uma CMEI, vereadora? Só os filhos de ricos que podem ter uma educação moderna? Graças a Deus que essa gestão não pensa assim, disparou.

“Eu sou morador de Dom Avelar, cheguei aqui com 3 anos de idade e hoje tenho 41 anos. Eu amo meu bairro e Dom Avelar merece respeito. Eu sei a necessidade dessa comunidade e conheço todas as ruas, ao contrário da senhora. Esse CMEI vai proporcionar mais tranquilidade e segurança para os pais que precisam trabalhar, mas não têm com quem deixar seus filhos. O resultado disso é que muitas vezes os pais e mães de Dom Avelar tem que levar as crianças para Castelo Branco e Pau da Lima porque a creche que há atualmente só tem 4 salas. Ou seja, não suporta a demanda. Em Pau da Lima conseguimos a demolição de uma escola, a Roberto Correia, para construção de outra com todo conforto e estrutura. Já foi inaugurada, mas não está funcionando ainda por causa da pandemia”, pontuou Ninho.

“Eu estou abismado. Tem uma turma aí que subestima a inteligência das pessoas, que não quer o desenvolvimento das nossas crianças. Não já basta chegar aqui no bairro somente em época de eleição, não? O povo não quer somente asfalto ou cesta básica, não. A gente quer educação de qualidade para nossos filhos serem alguém na vida. É lamentável essa proposta da vereadora. Mas o bairro tem representante e eu não vou permitir isso. Salvador me elegeu. Eu vou cumprir o meu papel. Esse foi o primeiro projeto que eu apresentei e ele vai ser efetivado. Se não pode ajudar, não atrapalhe, vereadora!”, finalizou Anderson Ninho.

Megaoperação em Tancredo Neves troca tiros com “bonde” e apreende mais de meio milhão em drogas

Por volta das 06h desta sexta-feira (07/05), na Rua Washington, foi deflagrada uma megaperação para combater uma quadrilha especializada em roubo a banco e tráfico de drogas....

Senado aprova penas mais duras contra crimes cibernéticos

O Senado aprovou hoje (5) o projeto que amplia penas por crimes de furto e estelionato praticados com o uso de dispositivos eletrônicos como celulares, computadores e...

Tribunal Especial julga impeachment do governador de SC

O Tribunal Especial de Julgamento instalado pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) para julgar o segundo pedido de impeachment do governador afastado Carlos Moisés (PSL) define,...

Bolsonaro ameaça: “Sem voto impresso, não tem eleição em 2022”

O presidente Jair Bolsonaro não cansa de promover polêmicas e produzir discusos radicais. Na noite de quinta-feira(06/05), chamou o Brasil de "republiqueta" por realizar eleições por meio...