Caso Atakarejo: DHPP intensifica investigações do duplo homicídio e mais de 10 já foram ouvidos

A Polícia Civil da Bahia, por meio do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) realizou, nesta terça-feira (04/05), novas incursões para aprofundar as investigações do duplo homicídio de Bruno Barros da Silva e Yan Barros da Silva.

A delegada-geral Heloísa Campos de Brito destaca os avanços das investigações. “Estou acompanhando de perto o empenho das equipes do DHPP para elucidação desse caso. Todos os envolvidos com este crime serão responsabilizados no rigor da Lei. Com as informações apuradas, conseguiremos identificar e prender os autores”, afirmou.

Vítimas detidas no estabelecimento / Foto e montagem: Informe Baiano

Os policiais estiveram no supermercado Atakarejo no bairro de Amaralina, para coletar mais imagens de câmeras de vigilância, junto com equipes da Coordenação de Perícia em Audiovisuais do Departamento de Polícia Técnica (DPT). Os vídeos são analisados por policiais do DHPP e periciados pelo DPT.

Durante as ações, três testemunhas foram conduzidas para a unidade especializada para prestar declarações. A diretora do DHPP, delegada Andrea Ribeiro informou que as investigações estão avançadas. “Mais de 10 pessoas já foram ouvidas e seguimos com desdobramentos das apurações”, afirmou.

Não foi a primeira vez: novas revelações sobre duplo homicídio do Atakarejo