Pesquisador baiano utiliza inteligência artificial para identificar períodos de cio em vacas

O cenário de um fazendeiro observando a rotina dos animais, a fim de predizer comportamentos alimentares e reprodutivos não é incomum no dia a dia da pecuária no Brasil. Mas, em um futuro próximo, os donos de gado poderão dedicar esse tempo a outras atividades. É que o pesquisador Frederico Cairo, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), imaginou como seria este processo acrescido de um fator inovador: a inteligência artificial. Agora, após 99 eventos de cio observados, junto a diversos estudos de nutrição alimentar e reprodução, é possível predizer com 90% de acurácia quando uma vaca entrará no cio, com até 6 horas de antecedência.

De acordo com Frederico, a zootecnia de precisão e a inteligência artificial são os dois principais diferenciais deste trabalho. “A inteligência artificial já está presente em nosso cotidiano. Quando nós pesquisamos um produto na internet e posteriormente ao acesso aquele mesmo produto nos é direcionado por propagandas, o mesmo foi replicado em nosso trabalho. Os modelos matemáticos aprendem o padrão do que é um animal em cio e o que não é, e por meio desses padrões de comportamentos analisados é detectado se o animal está ou não em cio”.

Esse estudo, segundo o pesquisador, pode auxiliar a rotina de diversos produtores de leite, principalmente os que possuem produção intensiva e que a observação diária se torna difícil, podendo reduzir os índices reprodutivos. “A vaca só produz leite se parir, então, identificar o momento do cio para que a inseminação artificial seja realizada promovendo uma nova gestação é de extrema importância, e conseguir fornecer aos produtores essa informação com 6 horas de antecedência é muito importante para facilitar a tomada de decisão do produtor. Nosso papel é fornecer base científica para que novos dispositivos eletrônicos sejam feitos, reduzindo a mão de obra nas propriedades e aumentando a eficiência reprodutiva e econômica do sistema de produção”.

A pesquisa recebeu apoio da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), através da Embrapa Gado e Leite, em Minas Gerais, onde o estudo foi aplicado no campo experimental José Henrique Bruschi, em Coronel Pacheco – MG. A Universidade de Wisconsin-Madison (Wisc), nos Estados Unidos, e a Universidade Federal de Minas Gerais também foram apoiadores do projeto, que foi publicado na revista internacional Computers and Electronics in Agriculture.

Bahia Faz Ciência

A Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e a Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb) estrearam no Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador Científico, 8 de julho de 2019, uma série de reportagens sobre como pesquisadores e cientistas baianos desenvolvem trabalhos em ciência, tecnologia e inovação de forma a contribuir com a melhoria de vida da população em temas importantes como saúde, educação, segurança, dentre outros. As matérias são divulgadas semanalmente, sempre às segundas-feiras, para a mídia baiana, e estão disponíveis no site e redes sociais da Secretaria e da Fundação. Se você conhece algum assunto que poderia virar pauta deste projeto, as recomendações podem ser feitas através do e-mail comunicacao.secti@secti.ba.gov.br.

Municípios da região de Guanambi têm venda de bebidas alcoólicas proibidas até 1º de julho

A partir deste sábado (19), fica determinada a restrição de locomoção noturna das 20h às 5h em 23 municípios da região de Guanambi. Também está proibida a...

Apresentadora da Record chora durante programa ao vivo e revela que já foi estuprada

A apresentadora do Balanço Geral na TV Cidade, afiliada da Record no Ceará, Luciana Ribeiro, fez um desabafo, na quinta-feira (17/06), durante o programa ao vivo e...

Invictos, Flamengo e Bragantino duelam pelo Brasileiro no Maracanã

Flamengo e Bragantino se enfrentam neste sábado (19) no Maracanã, às 21h (horário de Brasília), pela Série A do Campeonato Brasileiro. Os dois clubes seguem invictos. Os rubro-negros somam duas vitórias em...

Preço do etanol volta a subir

Os preços médios do etanol hidratado subiram em 17 Estados na semana de 13 a 19 de junho, de acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo,...