Polêmica: Bancada Evangélica contra iluminação LGBTQIA+ na Câmara de Salvador

A Bancada Evangélica na Câmara Municipal de Salvador se posicionou contra uma proposta apresentada pelo vereador Henrique Carballal (PDT) de iluminar a fachada do prédio da Casa Legislativa com uma iluminação colorida em homenagem ao Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, que é comemorado nesta segunda-feira (28/06).

O grupo contrário a proposta é formado pelos vereadores Ricardo Almeida (PSC), Anderson Ninho (PDT), Orlando Palhinha (DEM), Débora Santana (Avante), Bispo Júlio Santos (Republicanos) e Pastor Isnard (PL).

Ao Informe Baiano, o líder da bancada afirmou que o grupo “respeita o ser humano e as escolhas dos adultos que tem faculdade mental e maturidade para tomá-las, por exemplo, os homossexuais”.

“Nós respeitamos as escolhas. O que nós não aceitamos é que se criem na Casa leis que estimulem essa prática porque, para nós, apesar de ser livre arbítrio a escolha, não é uma prática normal. Para nós, o homem e a mulher foram criados por Deus. O homossexualismo foi uma criação humana, que nós respeitamos, porque é um direito de cada um, mas nós como Bancada que crê na Bíblia”, disse o edil.

“Nós acreditamos na teoria, não de gênero, mas na teoria de Gênesis”, acrescentou o líder da Bancada Evangélica, Ricardo Almeida, em referência aos primeiros capítulos do livro de Gênesis, na Bíblia, que afirma que Deus criou a Terra em sete dias e estabeleceu o casamento apenas entre homem e mulher.

Autor da proposta, Carballal lembrou em seu Instagram que a sigla LGBTQIA+ “representa um movimento político social de inclusão de pessoas de diversas identidades de gênero e orientações sexuais”.

“Algumas dessas letras são desconhecidas de muita gente, mas ela visam abrigar pessoas não cisgênero, queer, intersexo, assexuais. Além disso, a incorporação do + vem para contemplar também todas as outras possibilidades existentes. O dia é de orgulho, de amor e de reforçar o nosso compromisso de luta contra a LGBTQIA+fobia”, escreveu Henrique Carballal.

Últimas Noticias