Caso Atakarejo: DHPP cumpre novos mandados contra grupo que executou tio e sobrinho

O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) deflagrou, na manhã desta quarta-feira (30/06), a 2a fase da Operação Retomada, que busca elucidar as mortes de Bruno Barros e Yan Barros, após furto de carnes, no supermercado Atakarejo, em Salvador.

Mandados de prisão e de busca e apreensão são cumpridos por equipes das polícias Civil (DHPP, Depom, Draco, DCCP e AEXPJ) e Militar (COPPM, Rondesp Atlântico, Batalhão de Choque, 40a CIPM e 35a CIPM), em Salvador.

“A investigação continua e buscamos hoje outras pessoas que participaram de formas direta e indireta das mortes de tio e sobrinho. Nosso objetivo é prender e apresentar à Justiça todos os envolvidos”, declarou a diretora do DHPP, delegada Andréa Ribeiro.

Oito prisões

Na 1a fase da Operação Retomada, promovida pelo DHPP, no dia 10 de maio, oito pessoas, entre seguranças e traficantes, acabaram presas.

Além das capturas, celulares dos envolvidos foram apreendidos e continuam sendo analisados pelos investigadores do DHPP, com suporte do Departamento de Polícia Técnica (DPT).