Inflação medida pelo IPC-S cai para 0,64% em junho, diz FGV

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) registrou uma inflação de 0,64% em junho este ano. A taxa é inferior ao 0,81% observado no mês anterior. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), com o resultado, o IPC-S acumula taxa de inflação de 8,29% em 12 meses.

Seis das oito classes de despesas que compõem o índice tiveram queda em sua taxa de inflação, com destaque para habitação, que passou de 1,72% em maio para 0,89% em junho.

Outros grupos com queda na taxa são: transportes (de 1,48% para 1,04%), saúde e cuidados pessoais (de 0,59% para 0,20%), vestuário (de 0,65% para 0,41%), despesas diversas (de 0,28% para 0,24%) e comunicação (de 0,26% para 0,02%).

Os alimentos, por outro lado, tiveram alta da taxa de inflação, que passou de 0,26% para 0,34%. Já educação, leitura e recreação passou de uma deflação (queda de preços) de 0,70% em maio para inflação de 1,15% em junho.

O IPC-S é calculado com base em preços coletados semanalmente em sete capitais brasileiras: Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife e Salvador.