Sociedade civil elege nova gestão do Conselho de Comunicação Social da Bahia

A nova gestão do Conselho de Comunicação Social da Bahia foi escolhida nesta quinta-feira (15), com votação realizada no auditório da Casa Civil, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), com mais de 30 entidades habilitadas à eleição. Primeiro do Brasil e de caráter consultivo e deliberativo, o Conselho de Comunicação Social da Bahia é formado por 27 representantes e tem como objetivo planejar e elaborar políticas públicas voltadas para a comunicação no estado.

Para o secretário de Comunicação do Estado, André Curvello, o conselho é um órgão garantidor da democracia. “Nós vivemos e trabalhamos em defesa da democracia. Debater as políticas públicas em diversos segmentos é um direito da sociedade civil e, na comunicação, não poderia ser diferente. Então, é preciso esclarecer que o conselho não tem o objetivo de controlar ninguém. O conselho é um espaço em que sociedade e governo têm para interagir para ampliar a democracia na área de comunicação”.

Mônica Sacramento é representante da Associação Baiana de Rádios Comunitárias (Abraço), uma das entidades eleitas. Ela depositou seu voto na urna e destacou a importância do colegiado para a qualidade e a democratização da informação, especialmente no que se refere à construção de políticas públicas. “Para os comunicadores, é um marco legal da comunicação, que a Constituição da Bahia é a única que coloca a comunicação como um direito do cidadão. E para o movimento social é um espaço onde você pode falar das suas demandas. Um canal de ligação entre o Estado e a sociedade civil”.

Suzana Barbosa é professora da Universidade Federal da Bahia (Ufba) e diretora da Faculdade de Comunicação (Facom), outra entidade eleita para o conselho. “É uma maneira de democratizar e principalmente zelar pela democratização da comunicação, no nosso estado e no nosso País, principalmente neste momento. Eu acredito que é fundamental a existência desse Conselho Estadual de Comunicação que exerce uma função primordial aqui para nós na Bahia. Acredito que por isso, em cada renovação de mandato, temos várias entidades da sociedade civil concorrendo. E no caso, dentre os representantes das universidades públicas na Bahia, eu me inscrevi como representante da Faculdade de Comunicação”, destaca Suzana Barbosa.

Resultado final por segmento após a apuração dos votos

Representante titular de entidade profissional de classe: Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – eleita com 16 votos.

Representante titular de universidades públicas com atuação no Estado da Bahia: Universidade Federal da Bahia / Facom – eleita com 25 votos.

Representante titular do segmento de televisão aberta e por assinatura comercial: Tv Record – eleita com 11 votos.

Representante titular do segmento de rádio comercial: Aura Representações e serviços LTDA – eleita com 10 votos.

Representante das empresas de jornais e revistas: Tribuna da Bahia – eleita com 10 votos.

Representante das empresas de mídia exterior: RGF Comunicação LTDA – eleita com nove votos.

Representante das produtoras de audiovisual ou serviços de comunicação: XC Filmes – eleita com 11 votos.

Representante do movimento de radiodifusão comunitária: Associação Baiana de Radiodifusão Comunitária – eleita com 22 votos.

Representante das entidades de classe dos trabalhadores do segmento de comunicação social: Sindicato dos trabalhadores de Empresas de Rádio, TV e Publicidade da Bahia – eleita com 16 votos.

Representante dos veículos comunitários ou alternativos: Canal da Cidadania de Salvador / Tv Kirimurê / Organização Filhos do Mundo – eleita com 15 votos.

Representantes das Organizações Não-Governamentais ou entidades sociais vinculadas à comunicação: Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé – eleita com 21 votos, e Organização Ambiental e Cultural de Cajazeiras – eleita com quatro votos.

Representante dos movimentos sociais de comunicação: Comitê da Bahia pela Democratização da Comunicação – eleita com 21 votos.

Representantes de entidades de movimentos sociais organizados: Sindicato dos Bancários da Bahia – eleita com seis votos, Sindicato dos trabalhadores em Saúde do Estado da Bahia – eleita com seis votos, e empatadas com quatro votos Federação das Associações de Bairros de Salvador e União dos Estudantes da Bahia, restando eleita a entidade mais antiga, conforme consta no Edital.

Representante de entidades de jornalismo digital. Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Bahia – eleita com 18 votos.

Cadastro de Fornecedor do Estado passará a ser feito pela Internet

A Secretaria da Administração do Estado (Saeb) lança, nesta segunda-feira (2), o Cadastro Unificado de Fornecedores Digitalizado (CAF Digital). Com a nova ferramenta tecnológica, empresas e pessoas...

Copom inicia quinta reunião do ano para definir juros básicos

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) começa hoje (3), em Brasília, a quinta reunião do ano para definir a taxa básica de juros,...

Fotógrafo é agredido e tem equipamento roubado na Avenida Sete Portas

Foto: arquivo pessoal O fotógrafo Arisson Marinho, do jornal Correio, foi agredido e roubado por cerca de quatro criminosos, na noite de segunda-feira (02/08), na Avenida Sete Portas,...

Pequenos negócios respondem por 72% dos empregos gerados no país

Os pequenos negócios apresentaram um saldo positivo de 2.094.812 empregos com carteira assinada, o que significa 71,8% das vagas criadas no país. Número quase três vezes superior...