STF determina prisão de Roberto Jefferson

O pedido de prisão de Jefferson partiu da PF e Alexandre fundamentou a ordem de custódia na 'garantia da lei e da ordem' e na 'conveniência da instrução criminal'

Foi determinada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, nesta sexta-feira (13/08), a prisão preventiva do ex-deputado federal e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson. Ele é acusado de suposta participação em uma organização criminosa digital montada para ataques à democracia.

A Polícia Federal cumpriu a ordem na manhã desta sexta, 13, e ainda faz buscas na casa do presidente do PTB para apreender armas, munições e aparelhos eletrônicos do político.

Alexandre fundamentou a ordem de custódia na ‘garantia da lei e da ordem’ e na ‘conveniência da instrução criminal’. O ministro do STF considerou que foi ‘inequivocamente demonstrados nos autos os fortes indícios de materialidade e autoria’ dos crimes de calúnia, difamação, injúria, incitação ao crime, apologia ao crime ou criminoso, associação criminosa, denunciação caluniosa, além de delitos previstos na Lei de Segurança Nacional e no Código Eleitoral.

Um novo inquérito foi aberto no STF após o arquivamento do inquérito dos atos antidemocráticos, para apurar uma organização criminosa digital.

Últimas Noticias

Mega-Sena, concurso 2.421: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 26,5 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.421 da Mega-Sena, realizado na noite desta quinta-feira (21) no Espaço Loterias...