Executores detalham ação criminosa contra médico no município de Barra

Quatro dias de diligências ininterruptas realizadas por equipes da 14ª Coordenadoria Regional de Polícia Civil do Interior (Coorpin/Irecê) e da Delegacia Territorial (DT) de Barra, com apoio das Coordenações de Apoio Técnico (Cati) do Departamento de Polícia do Interior (Depin) e da Chapada, resultaram nas prisões do executor do médico pediatra Júlio César de Queiroz Teixeira, na segunda-feira (27), e do coautor que pilotava a motocicleta utilizada no homicídio, na madrugada de terça-feira (28).

Os envolvidos confessaram o homicídio e informaram que cada um recebeu o valor de R$ 2 mil para cometer o crime. Eles detalharam que estacionaram a motocicleta em frente à clínica onde a vítima trabalhava, por volta das 8h30 de quinta-feira (23). O passageiro desceu, foi até o consultório, onde o médico atendia uma criança, e efetuou quatro disparos de arma de fogo.

Durante depoimento, a dupla também destacou a motivação do crime. Conforme afirmaram os dois criminosos, o mandante fez questão de que o homicídio fosse cometido no ambiente de trabalho da vítima. Segundo os autores, o homem que os contratou informou que o médico supostamente teria cometido um assédio contra a sua esposa, durante uma consulta.

As declarações dos autores estão sendo apuradas. As equipes da 14ª Coorpin/Irecê, DT/Barra e Cati/Sede e Chapada continuam realizando diligências para localizar e prender o mandante do crime.

Últimas Noticias