Suspeita de latrocínio: Viúva de juiz morta em apart hotel em Ondina

A idosa Maria Helena Mazzei Pereira, de 67 anos, foi encontrada morta no quarto do apartamento onde ela morava, em Ondina, na noite da quarta-feira (29/09).

O corpo tinha lesões no rosto e na perna esquerda, embora ainda não esteja claro como elas foram causadas. A investigação agora vai tentar determinar o que aconteceu. Câmeras de segurança do apart hotel onde ela morava vão ajudar a investigação. O caso é tratado como homicídio, segundo a polícia.

Uma parente dela localizou o corpo da vítima e percebeu que alguns objetos pessoais de valor da casa sumiram. Por isso, a família acredita em latrocínio – roubo seguido de morte -, diz uma pessoa próxima. O enterro acontecerá na tarde de hoje no Cemitério Jardim da Saudade.

O caso será conduzido pela 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico). Uma equipe do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) esteve no local para solicitar as perícias do corpo e do local. Nenhum suspeito foi identificado pela polícia.

Em nota, a administração do Ondina Apart lamentou a morte e se solidarizou com a família da vítima. “Esclarece, ainda, que as imagens das câmeras de segurança estão disponíveis para livre acesso da polícia e se coloca à disposição para ajudar no que for necessário”, diz ainda o texto.

Maria Helena era viúva do juiz Rui Vinhas Pereira. que faleceu em 2012. Um memorial em homenagem ao juiz aposentado foi inaugurado no bairro dos Maristas, em Senhor do Bonfim. Em Valença, o Paço Municipal foi nomeado em 2016 como Palácio Dr. Rui Vinhas Pereira, em homenagem a ele.

Maria Helena era também sogra do secretário da Fazenda da Bahia (Sefaz), Manoel Vitório. Ele é casado com Fabiola Mazzei Pereira desde 2014.

Últimas Noticias