Com volta da torcida, Corinthians encara o Bahia e busca ampliar série invicta

Com o apoio de seu torcedor na Neo Química Arena depois de um ano e sete meses, o Corinthians busca ampliar contra o Bahia, nesta terça-feira, às 21h30, a série invicta de nove jogos no Brasileirão. A equipe alvinegra será apoiada por até 15 mil corintianos, que foram liberados para ver o primeiro jogo com público na cidade de São Paulo desde março de 2020.

Os estádios em São Paulo podem receber torcida com 30% de sua capacidade desde segunda-feira, por decisão do governo. A partir de 15 de outubro, o governador João Doria autorizou o limite de 50%. A partir de 1º de novembro, passará para 100%. Para o ingresso nos estádios, os clubes exigem um comprovante com esquema vacinal completo, ou seja, duas doses da vacina (de qualquer marca) ou dose única da Janssen. Quem não recebeu as duas doses, deverá ter sido imunizado com ao menos uma dose e apresentar um teste negativo com validade de 48h para os do tipo PCR ou 24h para os testes de antígeno.

O último jogo do Corinthians com público em Itaquera aconteceu em 26 de fevereiro do ano passado, quando 17.401 mil pessoas assistiram ao empate em 1 a 1 com o Santo André, pelo Paulistão. De lá para cá, foram 47 partidas com portões fechados na Neo Química Arena, com 19 vitórias corintianas, 16 empates e 12 derrotas.

Primeiro time que integra a zona de rebaixamento, com 23 pontos, e sem vencer há três partidas, o Bahia quer a vitória para sair do grupo dos quatro piores e encerrar um jejum na Neo Química Arena. Os baianos nunca venceram o rival em Itaquera. São cinco derrotas e um empate até o momento.

O Bahia ganhou uns dias a mais de preparação para enfrentar o Corinthians depois que o jogo contra o Ceará, válido pela 23ª rodada, foi adiado para o dia 27 de outubro, pois o time baiano ainda não poderia ter o apoio dos seus torcedores na Arena Fonte Nova.

Últimas Noticias

Mais seis aeroportos são concedidos e auxiliarão a retomada do turismo no país

Nesta quarta-feira (20/10), o Governo Federal concedeu à iniciativa privada seis aeroportos brasileiros, o que deve auxiliar a retomada...