Operador de catraia é esmagado na Codeba por empilhadeira

Funcionário terceirizado da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), no Porto de Salvador, Florisvaldo Ramos dos Santos foi esmagado por uma empilhadeira, na noite de quarta-feira (06/10). O trabalhador morreu na hora.

O serviço foi suspenso nesta quinta-feira (07/10) e é investigado pela Polícia Civil. A vítima era natural da cidade de Amélia Rodrigues e trabalhava como operador de catraia no local há mais de 30 anos. Um colega relatou que Florisvaldo foi atropelado pelo equipamento.

“Eu só sei dizer que foi um atropelo de empilhadeira, como qualquer atropelo de pedestre. A empilhadeira pegou ele, é um equipamento muito grande e pesado, não tinha condições do operador ver ele. Eu estava dentro de um caminhão, vi o tumulto e quando cheguei perto, já tinha acontecido. Ninguém fez nada depois desse horário e continua suspenso. Ninguém sabe a hora que volta a trabalhar”, detalhou um rapaz de prenome Antônio, em entrevista à TV Bahia.

Últimas Noticias

Programa de alimentação escolar brasileiro inspira modelos em todo o mundo

O Brasil é responsável por um dos maiores programas de alimentação escolar do mundo, que gera receita, movimenta o...