Praias baianas certificadas com selo Bandeira Azul têm esgotamento operado pela Embasa

Na Bahia, as três praias que conquistaram a edição 2021 do selo Bandeira Azul, certificação internacional concedida anualmente pela organização Foundation for Environmental Education (FEE), têm algo em comum: todas estão situadas em localidades que contam com sistema de coleta e tratamento de esgoto operado pela Embasa. O selo avalia 34 critérios, com foco em gestão ambiental, qualidade da água, educação ambiental, segurança e serviços, turismo sustentável e responsabilidade social, que devem ser atendidos, mantidos e comprovados anualmente.

A praia de Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe, na ilha dos Frades, é veterana na certificação, pois já está na sétima certificação de Bandeira Azul. O visitante que decidir se refrescar em suas águas cristalinas pode ficar tranquilo porque, desde 2010, essa localidade conta com sistema de esgotamento sanitário (SES) operado pela Embasa. Em 2021, na ilha dos Frades, a empresa também concluiu o sistema das localidades de Paramana, Torto e Costa de Fora. O investimento da Embasa no sistema de esgotamento sanitário da Ilha dos Frades, até agora, é de cerca de R$ 8 milhões. No momento, a empresa está preparando o processo de licitação para contratar a obra de ampliação do sistema, visando atender a localidade de Loreto.

“Quando a infraestrutura de esgotamento sanitário de Loreto começar a funcionar, toda a área atualmente habitada da ilha dos Frades passará a contar com rede pública de coleta e tratamento de esgoto, o que ampliará ainda mais o impacto positivo sobre a balneabilidade das praias, alavancando o turismo, além de contribuir para a saúde e qualidade de vida da população”, destaca Jucilene Sena, gerente da unidade regional da Embasa que atende a ilha dos Frades.

Itacimirim e Guarajuba

Saindo da Baía de Todos os Santos em direção ao Litoral Norte, o visitante também pode desfrutar de mais duas praias contempladas com o selo Bandeira Azul: Itacimirim e Guarajuba, praias situadas no município de Camaçari. A ótima balneabilidade verificada nessas duas praias deve-se, principalmente, ao fato de que, desde 2011, elas são atendidas pelo sistema de esgotamento sanitário de Barra do Pojuca.

A ampliação desse sistema, que atende ainda a localidade de Monte Gordo, contou com investimento de R$ 33,8 milhões, realizado com recursos próprios da Embasa. Na época, a estação de tratamento de esgoto de Barra do Pojuca foi ampliada e foram implantadas 15 estações de bombeamento, 1.271 ligações domiciliares, além de 106 quilômetros (km) em tubulações.

É a segunda vez seguida que a praia de Itacimirim conquista a Bandeira Azul e a terceira vez seguida para a praia de Guarajuba. “Ficamos felizes em constatar que o trabalho da Embasa está contribuindo para esse bom resultado, pois prestamos um serviço que dá destinação correta ao esgoto coletado nos imóveis e, assim, contribuímos com a preservação do ambiente costeiro”, comemora a gerente regional da Embasa em Camaçari, Thaís Vieira.

A cerificação internacional Bandeira Azul 2021 foi concedida a 22 praias brasileiras. A cerimônia de entrega das bandeiras acontece entre novembro e dezembro, no início da temporada de verão no hemisfério sul.

Últimas Noticias

Mel produzido por cooperativa de Tucano garante faturamento de R$ 2,5 milhões para apicultores da região

O Governo do Estado já investiu R$61 milhões no sistema produtivo da apicultura e meliponicultora da Bahia, somente pelos...