Agressor é preso após descumprir medida protetiva

Uma autuação em flagrante de violência doméstica teve desdobramento para apuração do crime de receptação, após policiais do 4º Batalhão da Polícia Militar (BPM/Alagoinhas) ouvirem do agressor que a sua ex-companheira estava de posse de um celular roubado. Caso aconteceu no município de Alagoinhas, no início da noite do domingo (10).

A ocorrência teve início após equipes da Companhia de Emprego Tático Operacional (Ceto) serem acionadas pela vítima que pediu ajuda, após ser ameaçada pelo o ex-marido, que chegou a jogar pedras e apontar uma faca, descumprindo medida protetiva expedida em setembro deste ano.

“Chegamos na Avenida Ayrton Sena e encontramos o homem no momento em que praticava o delito. Capturamos ele em flagrante e levamos a mulher para a Delegacia Territorial (DT) de Alagoinhas para prestar esclarecimentos”, contou o comandante da unidade, major Antônio Roque Ávila.

Na delegacia o homem informou aos policiais que a sua ex-companheira possuía um celular roubado, adquirido na ‘Feira do Pau’ – local de comércio de produtos usados – por R$ 150. Os policiais consultaram o IMEI do aparelho no Alerta Celular – sistema lançado pela SSP para facilitar a recuperação de celulares roubados, furtados ou extraviados – e foi constatado que o smartphone tinha restrição de roubo.

“Foi uma situação atípica e, após ouvir ambas as partes, lavrei o flagrante por descumprimento da ordem judicial e pela ameaça para o homem. A mulher foi ouvida, autuada por receptação, e liberada após pagar a fiança”, contou a titular da DT do município, delegada Amanda da Cruz Brito.

O aparelho, roubado em Salvador, foi levado para a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) da cidade e a proprietária acionada para recuperar o bem.

Últimas Noticias

Mega-Sena pode pagar R$ 26,5 milhões neste sábado

O concurso 2.422 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 26,5 milhões para quem acertar as seis dezenas....