Em nota, Policia Civil esclarece que presidente da Câmara de Candeias não está no exercício da função de policial e será investigado por ameaça ao IB

A Polícia Civil emitiu nota sobre a denúncia de ameaça sofrida por um integrante do Informe Baiano, na tarde de quarta-feira (20/10), dentro da 20ª Delegacia Territorial da cidade de Candeias. Na ocasião, o presidente da Câmara de Candeias se comportou como policial e ameaçou o coordenador de Tecnologia da Informação do IB, Carlos Júnior. Ele exibiu uma pistola, o distintivo da Polícia Civil e ainda exigiu que reportagens que o contrariam fossem apagadas do site. Veja abaixo a nota da Polícia Civil sobre o caso.

“A Polícia Civil esclarece que não compactua com os atos relatados. Também informa que a Corregedoria da Instituição (Correpol) iniciou as apurações da denúncia e realizará as oitivas de todos os envolvidos. O servidor em questão não está no exercício da função de policial civil, considerando que o mesmo se encontra licenciado para atividade de mandato político. Será instaurada uma investigação preliminar, que irá direcionar o procedimento correcional a ser adotado”, diz o texto assassinado pela Assessoria de Comunicação da Polícia Civil.

Armado e com distintivo, presidente da Câmara de Vereadores de Candeias ameaça integrante do Informe Baiano

Últimas Noticias

Jovens Republicanos Bahia promove 2° Encontro Estadual da Juventude

Na última quinta-feira (25), o Centro de Cultura da Câmara Municipal de Salvador foi palco do 2° Encontro do...