Sala Rosa para atendimento de mulheres é instalada em Salvador

Fotos: Jefferson Peixoto/Secom

Como parte da programação do Outubro Rosa, a Prefeitura, através da Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), inaugurou, nesta terça-feira (26), a Sala Rosa do Shopping Center Lapa. Até sexta-feira (29), o público feminino pode utilizar o espaço para receber vacina contra gripe, realizar marcação de exames, como preventivos e mamografia, além de participar de palestras, relatos e oficinas. A inauguração do serviço contou com a presença do prefeito Bruno Reis, da primeira-dama e madrinha do evento, Rebeca Cardoso, e da titular da SPMJ, Fernanda Lordelo, dentre outras autoridades.

A Casa Rosa é realizada em parceria com o Shopping Center Lapa, Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Labchecap, Instituto Patrícia Lordelo (IPL), Centro Universitário de Salvador (Uniceusa), Universidade Salvador (Unifacs) e Guarda Municipal (GCM). A implantação faz parte do conjunto de ações desenvolvidas pelo Programa Alerta Salvador que, no mês de outubro, contribuiu com a ampliação das informações para o rastreamento e diagnóstico precoce do câncer de mama.

“Nesse espaço é oportunizado o diálogo, marcação de exames e a conscientização sobre a importância de realizar o rastreamento. Sabemos que a medicina preventiva ajuda a salvar vidas. Infelizmente, a incidência do câncer está cada vez maior, então o poder público precisa ter uma preocupação, atenção e dedicação ainda mais intensa, e é o que estamos fazendo para evitar mortes. Em parceria com a SPMJ, temos a missão de desenvolver políticas para mulheres, e dentre as ações desenvolvidas, existe a preocupação com a saúde, no combate ao câncer de mama e colo do útero”, declarou o prefeito Bruno Reis.

Cuidado integral– Para falar dos cuidados com a saúde, a primeira-dama, que é enfermeira e estudante de Medicina, ministrou uma roda de conversa sobre a importância da prevenção no combate ao câncer de mama. “O câncer de mama e colo de útero é um problema mundial que acomete muitas mulheres, muitas vezes por falta de entendimento sobre o problema. Então, a promoção de eventos como esse dá a oportunidade de trabalhar no corpo a corpo, levando a informação da maneira mais simples. Como profissional da área de saúde, sei que ouvir relatos, conversar, oferecer acesso, mostrar soluções, com certeza, é a forma mais eficaz de promover saúde”, afirmou Rebeca.

Os Centros de Referência de Atenção à Mulher também participam da ação, realizando escuta ativa, acolhendo e oferecendo informações a qualquer mulher que demonstre interesse sobre o ciclo de violência. A titular da SMPJ, Fernanda Lordêlo, ressaltou a atuação contínua da pasta na promoção do cuidado com a mulher soteropolitana.

“Nós temos o foco para ações direcionadas ao autocuidado. Estamos no mês de prevenção ao câncer de mama e colo de útero, e por sermos uma secretaria que trabalha com violência contra mulher, pensamos na proteção desse público de forma integral. Entendemos que a saúde física e mental é essencial para que a gente consiga ter mulheres com autoestima, inseridas no mercado de trabalho, de maneira saudável”, disse.

Ao realizar a marcação da mamografia, a dona de casa Jussara Santos, de 60 anos, falou sobre a necessidade de ações que facilitem o acesso à saúde. “ Aqui temos a oportunidade de fazer agendamentos de exames que, muitas vezes, não são tão acessíveis à população. É um local com organização, segurança e atendimento de qualidade. Estou achando ótimo”, opinou.

Últimas Noticias