Mais de 500 ciclistas participarão da Pedalada do Bem para alertar sobre câncer de próstata

“Bora pedalar?” Para reforçar que o esporte está entre as principais recomendações médicas como fator de promoção da saúde física e mental e melhoria da qualidade de vida, mais de 500 ciclistas de 35 grupos colocarão as magrelas pra rodar neste domingo (7), durante a ação “Novembro Azul – Uma pedalada do bem”. Fazendo um alerta sobre o câncer de próstata, o grupo sairá às 8h do Farol de Itapuã em direção ao Farol da Barra, percorrendo quase 23 quilômetros pela orla da capital baiana. A concentração está marcada para às 7h e o pedal será precedido de esclarecimentos sobre a doença.

A pedalada do bem, que vai reunir médicos, pacientes, familiares e apoiadores da causa, também tem um viés social. Serão arrecadados alimentos não-perecíveis para doação a entidades beneficentes. O pedal de farol a farol integra a campanha Novembro Azul da Clínica AMO 2021, que tem como mote “Tem próstata? Faça o exame”.

Todas as atividades da campanha Novembro Azul da AMO chamam a atenção para o preconceito e a vergonha de falar sobre o câncer de próstata, o que ainda ronda a população masculina, retardando ou até negligenciando o diagnóstico precoce e impedindo a adoção de outros cuidados essenciais à saúde.

Um dos participantes da atividade, o oncologista Augusto Mota, coordenador do Serviço de Urologia Oncológica da Clínica AMO, explica que o câncer de próstata é o mais comum entre os homens, exceto o de pele não melanoma, e representa 29% dos diagnósticos da doença entre os brasileiros.

Como orienta o especialista, a rotina de exames deve ser iniciada entre 45 e 50 anos de idade, se o paciente não apresentar histórico familiar. “Para os afrodescendentes, os exames de rastreamento devem ser iniciados aos 40 anos, uma vez que estudos que revelam mais chances de esses homens terem o câncer precocemente e desenvolverem a forma mais grave”, pontua.

Casos no Brasil em 2021

Para este ano, as estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam 65.840 novos casos, com um risco estimado de 62,95/100 mil habitantes. Diante dos dados, o diagnóstico precoce continua sendo o foco do Novembro Azul porque eleva para mais de 90% as chances de cura.

No cenário nacional, a Bahia aparece em quarto lugar entre os estados com maior número de casos de câncer de próstata em 2021, com 6.130 ocorrências, com 1.090 em Salvador. Os três primeiros ficam com São Paulo (13.650), Rio de Janeiro (6.440) e Minas Gerais (6.420).

SERVIÇO:

O quê: “Novembro Azul – Uma pedalada do bem” – passeio ciclístico
Quando: 07/11
Hora: 8h
Saída: Farol de Itapuã
Destino: Farol da Barra

Últimas Noticias

Bolsonaro vira alvo de inquérito por mentir sobre vacina da Covid e Aids

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou hoje (3) a abertura de inquérito sobre a...