Prefeitura, Costa do Marfim e Olodum iniciam parceria para intercâmbio cultural, desenvolvimento econômico e social

A Prefeitura de Salvador, a Embaixada da Costa do Marfim e o Olodum se reuniram para estreitar laços e iniciar parceria para desenvolvimento social e econômico na capital baiana e estimular o desenvolvimento cultural de jovens e adolescentes atendidos pelo projeto social do bloco afro. O pacto foi estabelecido durante encontro realizado na tarde desta sexta-feira (5), que contou com as presenças da vice-prefeita Ana Paula Matos, do embaixador da Costa do Marfim no Brasil, Mamadou Lamine Kanté, e do diretor presidente da Casa do Olodum, João Jorge Rodrigues.

A proposta passa por estreitar ainda mais os laços entre os governos soteropolitano e costamarfinense. Além dos pontos de intercessão que passam pelas raízes culturais, identidade do povo negro e a cultura agrícola muito similar, a vice-prefeita de Salvador avalia que há espaço para mais avanços. “Muito importante esse ato ano, que marca o início dessa parceria. Temos muitas coisas em comum e essas oportunidades são fundamentais para avançarmos juntos no desenvolvimento econômico e social e em projetos de educação. Quero conhecer mais sobre a Costa do Marfim, a cultura e a história. Se tiver a oportunidade de fazer isso ao lado do Olodum, vai ser ainda mais especial”, declarou Ana Paula Matos.

Para Lamine Kanté, investir no intercâmbio com jovens africanos para que ganhem fluência na língua portuguesa e o ensino do francês para crianças e adolescentes soteropolitanos é um dos caminhos a serem seguidos. “Precisamos trabalhar de mãos dadas. Tenho a certeza que essa parceria com a prefeitura de Salvador e com o Olodum vai gerar bons frutos. A nossa Embaixada está à inteira disposição para que continuemos avançando cada vez mais”, afirmou.

Segundo João Jorge, a troca de experiências culturais será fundamental nesse processo. O diretor do Olodum demonstrou ser um entusiasta da implantação da Casa da Costa do Marfim no Centro Histórico da capital baiana. “A ideia é que essa troca produza desenvolvimento econômico para Costa do Marfim e para Salvador. E essa Casa no Pelourinho passa a ser um portal, como é, por exemplo, a Casa do Benin. Será um local com alta capacidade de impulsionar a cultura”, vislumbrou.

Também participaram da reunião o chefe de Gabinete da Vice-prefeitura, Francisco Elde Júnior; o assessor de Relações Internacionais da Prefeitura, João Victor Queiroz; e o conselheiro consultivo do Olodum, Luiz Fernandes Perssega.

Últimas Noticias

Festa de Réveillon no Rio de Janeiro é cancelada

O prefeito Eduardo Paes anunciou na manhã deste sábado (4) em suas redes sociais que decidiu cancelar a celebração...