Patrocínio garante manutenção do Cine Glauber Rocha

Último cinema de rua em funcionamento na capital, o Cine Glauber Rocha garantiu a continuidade do seu funcionamento pelos próximos cinco anos por meio de um convênio assinado com o Grupo Metha S/A. O contrato que estabelece o patrocínio foi assinado na tarde desta terça-feira (9), no próprio local, com a presença do prefeito Bruno Reis, da vice-prefeita e secretária de Governo, Ana Paula Matos; do presidente da Fundação Gregório de Mattos (FGM), Fernando Guerreiro; do presidente da Câmara Municipal de Salvador, Geraldo Júnior; do vice-presidente do Grupo Metha S/A, José Manuel Parada, e de gestores do cinema.

O Cine Metha – Glauber Rocha, como passa a ser chamado com a parceria, integra o Quarteirão das Artes – complexo cultural que engloba o Espaço Cultural da Barroquinha, o Teatro Gregório de Mattos, a sede da Fundação Gregório de Mattos (FGM) e, futuramente, o anfiteatro e estátua em homenagem ao cantor e compositor Moraes Moreira, na Praça Castro Alves.

Para que o local retomasse as atividades, a Prefeitura teve papel preponderante e estratégico sendo responsável pela prospecção e articulação com possíveis patrocinadores, resultando na parceria estabelecida com o Grupo Metha. O processo, que levou dois meses e contou com apoio da Câmara Municipal de Salvador, foi uma das ações realizadas pela gestão para a manutenção do espaço, além da intermediação da cessão pelo Itaú dos equipamentos utilizados pelo local e isenção de imposto.

Durante a cerimônia, o prefeito Bruno Reis lembrou que a Prefeitura investiu e continua investindo muitos recursos para recuperar e resgatar o Centro Histórico, com a reforma da Praça Castro Alves, da Muralha do Frontispício e dos Arcos da Ladeira da Montanha, a construção da nova Avenida Sete e da nova sede da FGM e entrega do Museu da Música, ações que visam resgatar a história, o patrimônio da cidade e valorizar a arte. Nesse contexto, o prefeito ressaltou que a administração municipal não poderia admitir ver fechar um cinema com a importância que tem o Cine Glauber Rocha.

Foto: Betto Jr./Secom

“É nesse esforço coletivo que todos nós estamos aqui nessa tarde, mas, em especial, do Grupo Metha, e eu quero agradecer ao grupo, que, de imediato, não mediu esforços para assumir a operação. Vocês estão entrando pela porta da frente em nossa cidade, retomando para valer as atividades, e não poderiam ter buscado parceria melhor para mostrar o compromisso social da empresa do que essa parceria com o Cine Glauber Rocha. Então, em nome da cidade e em nome dos soteropolitanos, nós agradecemos ao Grupo Metha por ter topado o desafio de assumir essa operação por cinco anos”, disse o prefeito.

O vice-presidente da empresa, José Manuel Parada, afirmou que o grupo se sente agraciado com o compromisso. “Estamos sem palavras por estar comunicando hoje que neste ano o Grupo Metha decidiu patrocinar o Cinema Glauber Rocha, equipamento secular e carregado de tanta história e de tanta cultura, tão importante para o desenvolvimento da nossa cidade e do nosso Estado”, afirmou.

Presente na cerimônia de assinatura do contrato, o diretor do Cine Metha – Glauber Rocha, Cláudio Marques, agradeceu o gesto de generosidade de todos os envolvidos no processo. “Eu acho que isso aqui é uma vitória para todo o mundo que é apaixonado pelo Centro Histórico de Salvador. Indo além, há uma energia no entorno para a manutenção das salas de cinema. Foram dois anos muito duros para as salas de exibição e para a sociedade como um todo, mas eu acho que estamos saindo fortalecidos dessa experiência toda. É dessa maneira que eu vejo esse encontro entre o Grupo Metha e o Cine Glauber Rocha”, afirmou.

Intermediação – A cessão dos equipamentos pelo Itaú contou com a intermediação da Prefeitura de Salvador, com o apoio do presidente da Câmara Municipal de Salvador, Geraldo Júnior, para a negociação da isenção tributária. Fernando Guerreiro atuou como um dos importantes conselheiros da gestão nas tratativas que resultaram na parceria.

“Desde que o Itaú anunciou a retirada do patrocínio ao local, a Prefeitura buscou alternativas para a manutenção do espaço. Foi bastante importante esse esforço municipal de viabilizar a permanência do Espaço Glauber Rocha, um local de suma importância para a promoção cultural na cidade e que é vizinho a outros equipamentos culturais importantes. É uma felicidade muito grande que o Cine Glauber Rocha continue a prestar o serviço através esse apoio do Grupo Metha”, relatou o presidente da FGM.

O cinema – Fundado em 1919 como Cine-Theatro Guarany, o Cine Metha – Glauber Rocha surgiu como a mais moderna casa de espetáculos da capital. Com a morte de Glauber Rocha, em 1981, o cinema ganhou o nome do importante cineasta brasileiro. Devido ao fechamento dos cinemas de rua, o equipamento ficou longos anos fechado até ganhar nova roupagem em 2008.

Com o patrocínio, o espaço deve ter preservado o status de mais importante sala de cinema da história do Estado, sendo uma opção de lazer moderna no Centro Histórico de Salvador, contribuindo para fortalecer o processo de requalificação realizada pela Prefeitura na região.

Últimas Noticias