Moura Dubeux também foi alvo de operação contra comercialização irregular de imóveis

A empresa Moura Dubeux foi um dos sete alvos da operação interagências deflagrada, nesta quarta-feira (10/11), pela Delegacia de Defesa do Consumidor (Decon), com o Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci) e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur). A ação investiga denúncias de irregularidades em negócios imobiliários, em Salvador.

As equipes estiveram em diversos canteiros de obras e sedes das empresas investigadas nos bairros do Costa Azul, Stiep, Comércio, nas Avenidas ACM e Luís Viana Filho, além do município de Lauro de Freitas.

Conforme informações da Polícia Civil e da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi-BA), as incorporadoras seriam responsáveis pela negociação irregular de imóveis, em diversos empreendimentos na capital baiana. Nas empresas, foram fiscalizadas a regularidade da obra, por meio de alvarás e licença, a possibilidade de propaganda enganosa e outros crimes contra a economia popular, que se traduz na venda de imóveis sem os documentos necessários e obrigatórios.

A Ademi-BA revelou ainda que a força-tarefa visitou estandes das empresas GRP Construções e Empreendimentos LTDA, Moura Dubeux Eng. Empreend. S/A, São Conrado Empreendimentos LTDA, Guimarães Braga Empreend LTDA, MVB Empreendimentos Ltda, Construtora Cesar Mesquita EIRELI, CAM Ferreira Empreendimentos LTDA.

Durante as ações, as equipes da Decon arrecadaram documentos e materiais de publicidade que serão analisados. Representantes das incorporadoras foram notificados a comparecerem na unidade especializada para prestarem esclarecimentos.

Em nova enviada ao Informe Baiano, a Moura Dubeux comentou a investida conjunta. “Quanto a denúncia realizada pela ADEMI-BA na Delegacia do Consumidor contra diversas empresas do setor imobiliário, por supostas vendas de imóveis sem os Registros de Incorporação (RI), a Moura Dubeux informa que apresentou o registro de incorporação e demais documentos solicitados do empreendimento sob análise e prestará todos os esclarecimentos adicionais que se fizerem necessários, comprovando sua total conformidade legal”.

“A companhia ratifica seu compromisso ético e cumprimento rigoroso de todas as normas vigentes e confia no pronto esclarecimento de todos os fatos relacionados ao tema, comprovando sua total regularidade na Bahia e em todos os locais em que atua”, acrescenta a empresa.

Por fim, a “Moura Dubeux reforça ainda que sempre esteve e continua à disposição para esclarecer qualquer informação a respeito das suas operações, evitando, assim, que notícias distorcidas possam ser propagadas”.

Últimas Noticias

Jau é impedido de entrar no Sette Restaurante: “faltava-me talvez olhos azuis”

O cantor e compositor baiano Jau foi impedido, junto com sua equipe, de entrar no Sette Restaurante, na Barra,...