Vice-presidente da FIEB é expulso pelo Conselho após denunciar irregularidades; Imprensa foi proibida de assistir julgamento

O empresário Mário Augusto Rocha Pithon foi expulso do cargo de vice-presidente da FIEB – Federação das Indústrias do Estado da Bahia na manhã desta sexta (15) após denunciar uma série de irregularidades na instituição. O julgamento foi a portas fechadas e a imprensa não teve acesso. De acordo com advogados presentes, não havia relator e o rito do processo foi estabelecido via abaixo assinado, o que seria ilegal. “Agora é levar o processo à CNI, que é a Confederação de Industria, além de procurar na justiça a reparação para este ato de autoritarismo digno do período de ditadura militar. A FIEB escreveu hoje uma das maiores vergonhas da sua história ao rasgar a constituição negando o direito de defesa e o contraditório”.
Pithon encaminhou ao Ministério Público no final de março uma denúncia com dez itens de que o estatuto da FIEB não estaria sendo cumprido e questionou o mandato do atual presidente, Ricardo Alban. “Deveria ser três anos, segundo a legislação e ele já está com quatro. Está errado”. Ele também solicitou uma auditoria na atual gestão e afirmou que não existe diretor financeiro, o que contraria o estatuto. “Eu perguntei: alguém sabe o nome desse diretor? Todos ficaram em silêncio. Ou seja, não existe. Que inestética seja cumprido, inclusive quanto a aplicação da verba oriunda do compulsório”, finalizou. Além de Pithon, também foi expulso o diretor Leovigildo Souza.

Pithon

 

FIEB

Nota Premiada Bahia já contemplou 280 baianos do interior

Com mais de 563 mil participantes inscritos, a Nota Premiada Bahia, campanha de cidadania fiscal do Governo do Estado, coordenada pela Secretaria da Fazenda (Sefaz-BA), já premiou...

Chapa caiu ou não? Confira ato de “Bob Jefferson” que causou polêmica no PTB de Salvador

A decisão do "dono" e presidente do PTB, Roberto Jefferson, de cancelar o apoio ao candidato à prefeitura de Salvador, Bruno Reis (DEM), ainda causa polêmica na...