Prefeitura de Salvador discute ações sociais e de saúde com OMS e ONU

Fotos: Divulgação

A promoção de ações nas áreas social e da saúde em Salvador foi o foco dos encontros ocorridos durante a visita da vice-prefeita e secretária de Governo (Segov) de Salvador, Ana Paula Matos, à cidade de Genebra, na Suíça. A localidade sedia diversas instituições relevantes para o desenvolvimento social sustentável de Salvador, como a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Organização das Nações Unidas (ONU).

Na OMS, a vice-prefeita se reuniu com a vice-diretora-geral para Vidas Mais Saudáveis, Naoko Yamamoto, e outros representantes da instituição. A pauta englobou a iniciativa Smart and Healthy Cities (Cidades Inteligentes e Saudáveis), que ressalta a importância do desenvolvimento social holístico para promover melhores níveis de saúde para a população como forma de prevenir e combater diversas enfermidades. A ação prestigia iniciativas em diversos setores nos quais Salvador tem trabalhado, como melhores condições de habitação, trabalho e transporte, mudanças climáticas e prevenção de desastres, saúde urbana, educação e combate às desigualdades sociais como pressuposto para promoção da saúde.

Na ocasião, Ana Paula Matos apresentou o Escritório de Governança Social de Salvador e destacou o papel social para preservação da saúde física e mental. “É preciso criar condições sociais para que a saúde exista. Por exemplo, com a boa alimentação evita-se a desnutrição infantil, e com um ambiente saudável evita-se uma série de doenças e epidemias. Então, a condição social adequada impacta na preservação da saúde. Foi uma reunião muito produtiva, mostramos o avanço da cidade nas pautas sociais, ambientais e sustentáveis e apresentamos também Escritório de Governança Social, que segue as ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável)”, explicou Ana Paula Matos.

Já na ONU, a vice-prefeita reuniu-se com representantes do Laboratório de Iniciativas para os Objetivos do Desenvolvimento sustentável (ODS), chamado SDG Lab. A estrutura ficará responsável por propor soluções sustentáveis para alguns desafios enfrentados pela Prefeitura, a partir de submissão de caso concreto a diversos especialistas do mundo inteiro, com novas soluções baseadas em tecnologia, em especial de governança social.

Os encontros serviram para apresentar os importantes avanços obtidos por Salvador, bem como buscar experiências de sucesso e tecnologias que sirvam para alinhar a capital baiana às melhores práticas internacionais. Esse alinhamento será promovido pelo Escritório de Governança Social, recém-inaugurado pela administração soteropolitana.

A vice-prefeita reforçou a importância de avançar nas parcerias internacionais visando o desenvolvimento social da capital baiana. “As parcerias e projetos em conjunto com organizações mundiais permitem que a gente avance no desenvolvimento da capital. Fico honrada com o convite da OMS e reitero que Salvador está aberta a novas parcerias na busca das cidades sustentáveis e saudáveis”, finalizou Ana Paula.

Últimas Noticias

Porto Seguro: Operação apura esquema de venda de licenças na gestão de Cláudia Oliveira

Em ação conjunta, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Ministério Público do Estado da Bahia, por meio do GAECO/BA,...