Detento é condenado por matar esposa em visita íntima

O presidiário Pedro Antônio Vieira, que enforcou com uma corda a sua esposa, no dia 10 de Janeiro de 2016, foi condenado a 30 anos de prisão. Débora de Carvalho foi morta durante uma visita íntima no Centro de Detenção Provisório (CDP) de Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo. O julgamento foi realizado na quarta-feira (24/11), conforme informações do portal R7.

Pedro cumprirá a pena em regime fechado e não poderá recorrer em liberdade. O réu estava preso no CDP desde 2015 por tentativa de homicídio contra Débora.

Após o ataque, um outro detento, formado como técnico de enfermagem, tentou reanimar a vítima, mas ela não resistiu e veio a óbito. O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) informou, por meio de nota, que Pedro Antônio Vieira foi condenado por feminicídio.

Últimas Noticias

Atletas da Arena Aquática fazem bonito na abertura de troféu de natação

Fotos: Vitor Santos/Sempre A Arena Aquática Salvador, na Pituba, recebe até este sábado (21) o Troféu Sérgio Silva...