Influenciadora que denunciou estupro diz que exame constatou “Boa Noite Cinderela”

A influenciadora digital Franciane Andrade, 23 anos, disse neste sábado (04/12) que os exames toxicológicos confirmaram que ela foi drogada com “Boa Noite Cinderela” na noite em que foi vítima de estupro no rodeio de Jaguariúna, no estado de São Paulo.Ela também afirmou que foi comprovado pela terceira vez que ela sofreu violência sexual, inclusive anal.

“Não tem como falar que não foi tá, além de ter sido na parte da frente, teve também anal. Tenho provas, tenho foto de todas as lesões.”A estudante desabafou, ainda, sobre o descrédito dado a mulheres vítimas de violência. “O sentimento é de revolta. Revolta porque a vítima é sempre acusada. A vítima é sempre a errada da história (…) Então, não venha acusar a vítima. Vocês não tem noção do quanto é sério o quanto acaba com a gente, acaba com a honra, dignidade, acaba com a honra dos meus pais. Eu nunca menti na minha vida, e jamais mentiria uma coisa dessas”, disse.

“Agora vamos atrás de justiça, não só pelo meu caso, mas por todas vocês que já passaram por violência sexual ou violência contra a mulher. Estamos juntos nessa e a gente vai até o fim, não vou deixar o meu caso morrer. Mulher não tem culpa de beber, seja pouco ou muito, não tem culpa de usar roupa curta, uma saia, não temos culpa de nada, quem tem culpa são os agressores”, continuou Franciane.

A jovem está sendo assistida pelo projeto Justiceiras, idealizado pela promotora Gabriela Manssur. Em nota, a força-tarefa informou que a estudante e a família solicitaram apoio e estão recebendo acolhimento jurídico, médico, socioassistencial e psicológico.

“Informamos que em atendimentos pelas médicas voluntárias do Justiceiras, após exames realizados, foi constatada a presença da substância conhecida como ‘boa noite, Cinderela’ no organismo de Franciane, bem como de lesões graves, compatíveis com abuso sexual. Os documentos serão encaminhados imediatamente para o Ministério Público”, disse a nota.

Últimas Noticias