DNA de ex-militar do Exército é encontrado em carro usado no mega-assalto

O DNA de um ex-militar do Exército foi encontrado em um dos carros usados pela quadrilha que assaltou agências bancárias, espalhou bombas e usou moradores como escudos humanos em Araçatuba, no interior de São Paulo. As informações são do G1.

Ademir Luiz Rondon, foi preso em 29 de outubro, em Campinas (SP), durante uma ação da 5ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Furtos e Roubos a Bancos. Ele é suspeito de participar de um assalto a um carro-forte.

De acordo com o Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), o ex-militar colabora com o crime organizado desde 2015, quando forneceu armas para quadrilhas, o que causou seu desligamento do Exército.

Ainda de acordo com o G1, a Polícia Federal investiga seu envolvimento no ataque aos bancos de Araçatuba, e suspeita que ele tenha sido um dos líderes da organização.

Últimas Noticias

Saúde antecipa entrega de terceiro lote de vacinas pediátricas

O Ministério da Saúde divulgou nesta segunda-feira (17) que antecipou a data da chegada do terceiro lote das vacinas...