Ex-atacante do Bahia é acusado de agredir mulher em motel

O Cuiabá anunciou a rescisão contratual do atacante Clayson, 25 anos, horas antes do jogo contra o Santos, pelo Campeonato Brasileiro, na última quinta-feira (09/12). O jogador já teve passagens por Bahia, Ponte Preta e Corinthians.

O caso aconteceu em motel da capital do Mato Grosso e a vítima, 22, está internada. Ela contou que foi espancada com uma garrafa quebrada.

Clayson e o meia Rafael Gava, 28, foram acusados de lesão corporal pela mulher. O caso é investigado pela Polícia Civil do Mato Grosso.

“Ao confrontar os jogadores, a direção ouviu a confissão da participação de Clayson no lamentável episódio”, disse em nota o Cuiabá. O jogador não se pronunciou o caso.

Já Gava negou participação na situação, que teria ocorrido na terça-feira (07/13). Ele afirma que estava em casa com sua família na noite em que teria ocorrido a agressão e portanto, “não tive qualquer relação com o episódio de suposta lesão corporal a uma jovem”.

“Reitero que me coloco a disposição para qualquer investigação que venha a ser realizada pelas autoridades competentes. Esclareço que sou expressamente contra a toda e qualquer violência e assédio, especialmente contra as mulheres”, diz comunicado de Gava.

Nota do Cuiabá:

O Cuiabá Esporte Clube informa que tomou ciência ontem da existência de um Boletim de Ocorrência em que os atletas Clayson e Rafael Gava são acusados de lesão corporal a uma jovem.

Ao confrontar os jogadores, a direção ouviu a confissão da participação de Clayson no lamentável episódio. Já Rafael Gava teve sua versão de que estava em casa com familiares confirmada pelo próprio colega.

O Cuiabá lamenta profundamente o ocorrido e já informou Clayson que sua conduta extracampo é inaceitável e que encerrará seu vínculo imediatamente. O atleta, que pertence ao E.C. Bahia, foi excluído ontem mesmo do grupo que enfrenta hoje o Santos, na Vila Belmiro, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

Em relação ao atleta Rafael Gava, o Cuiabá aguardará a conclusão das investigações para decidir qual atitude será tomada.

O clube de Mato Grosso reafirma publicamente seu repúdio a toda e qualquer forma de violência e de assédio, especialmente contra as mulheres, e contribuirá na apuração dos fatos e responsabilidades.

Últimas Noticias