Verão: pets sentem mais calor que humanos

O sol intenso e o calor do verão também afetam os bichinhos de estimação, com pelos e sem pelos, os pequeninos e os grandalhões, todos sentem os reflexos da estação mais quente do ano e precisam de cuidados. Passar protetor solar é necessário, assim como o uso de botinhas para evitar queimaduras nos coxins ou “almofadinhas” das patas do cachorro; passear em horários que o sol estiver mais fraco e dar muita água ajudam a refrescar o pet.

A médica veterinária da Mundo Pet, Roseane Sales, reforça a orientação dos cuidados com os animais no verão. “O protetor solar é indispensável, especialmente para pets de pelo claro. Passar nas partes do corpo onde a pele está mais exposta, como orelhas e focinho. Nada de deixar os animais presos ao sol e desviar a atenção deles, principalmente das raças shihtzu, pug e bulldog, que são bem sensíveis ao calor, e deve aumentar a ingestão de água para mantê-los hidratado”, orienta.

Existe protetor solar específico para cães e gatos com fator de proteção de 45% a 55% contra raios UVB. Há ainda roupinhas com proteção FPS, coletes de resfriamento e até tapete gelado, que não precisa ser colocado na geladeira, e que mantêm o pet fresquinho por algum tempo. Manter a água fresca, trocando com mais frequência, e oferecer alguns alimentos úmidos ou gelados, como frutas frescas, são muito bem aceitos pelos pets.

Ainda quanto à alimentação, água de coco, picolé e sorvete caseiro podem ser oferecidos ao pet. A veterinária diz que os animais de estimação podem tomar água de coco, mas picolés e sorvetes, somente a base de frutas sem leite e açúcar. “O picolé ou sorvete cremoso, comprados em mercados, contém leite, açúcar e várias gorduras que podem estimular o aumento de peso do pet”, alerta.

A periodicidade dos banhos deve ser mantida de 15 em 15 dias para pets peludos ou com pelo curto. “Não há a necessidade de aumentar os banhos. O excesso também é prejudicial para o animal, pois produtos para banho podem irritar e ressecar a pele”, orienta Roseane. A tosa também é importante no verão, de acordo com a veterinária. “Diminuir o comprimento dos pelos do cão é importante para o pet lidar melhor com o calor. Nos gatos de raças com pelos longos, vale escovar regularmente a pelagem”.

Últimas Noticias

Bahia tem piores taxas de desemprego do Brasil com 15,5%; 22 estados melhoram

A Bahia tem as piores taxas de desemprego do Brasil com 15,5%, conforme estudo foi divulgado nesta sexta-feira (12/08)...