Reféns são libertados de sinagoga e sequestrador é morto

Os reféns em uma sinagoga do Texas foram resgatados com segurança e o sequestrador foi morto no sábado (15), informaram as autoridades dos Estados Unidos. De acordo com a polícia e a mídia local, o homem dizia ser irmão de uma mulher condenada por terrorismo, conhecida como “Lady al-Qaeda”, e estava exigindo que ela fosse libertada da prisão.

Aafia Siddiqui, uma ex-cientista paquistanesa, foi condenada por um tribunal de Nova York em 2010 a 86 anos de prisão por tentativa de assassinato de autoridades americanas no Afeganistão. O caso de grande repercussão provocou indignação no Paquistão.

Segundo a polícia, o suspeito havia sequestrado o rabino e outras três pessoas da congregação Beth Israel em Colleyville, cerca de 40 km a oeste de Dallas. Conforme a imprensa internacional, o sequestrador estava armado e alegou ter bombas em outros lugares sem revelar sua localização.

Após 10 horas de negociações, o departamento de polícia de Colleyville informou que a situação foi “resolvida” no sábado e os reféns estavam seguros . O chefe do Departamento de Polícia de Colleyville, Michael Miller, confirmou que o suspeito está morto. No entanto, não ficou claro se ele morreu baleado pela polícia ou se cometeu suicídio.

“Orações respondidas”, twittou o governador do Texas Greg Abbot após o resgate dos reféns. A identidade do suspeito ainda não foi divulgada pelas autoridades.

Últimas Noticias

Semob realiza operação conjunta de combate ao transporte clandestino

A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) comandou, nesta sexta-feira (20), mais uma operação de combate ao transporte clandestino em...