Arqueólogos descobrem que chineses já fumavam maconha há 2.500 anos

Arqueólogos descobriram que antigos chineses fumavam maconha na região montanhosa da Ásia Central há cerca de 2.500 anos. O estudo foi publicado em 2019 na revista científica Science Advances.

Os cientistas lembram que a Cannabis, também conhecida como Cânhamo, evoluiu há cerca de 28 milhões de anos no leste do planalto tibetano. Parente próximo do lúpulo comum encontrado na cerveja, a planta ainda cresce no ambiente selvagem em toda a Ásia Central.

Além disso, há mais de 4 mil anos, agricultores chineses começaram a cultivá-la para obter óleo e fibra para fazer cordas, roupas e papel, conforme explica o site científico Science.org.

Últimas Noticias

Justiça nega pedido e mantém julgamento de Flordelis

A Justiça carioca negou hoje (20) o pedido da defesa da ex-deputada federal Flordelis dos Santos de Souza para...