Policiais militares tentam vender submetralhadora para traficante no Barbalho

Policiais militares da Operação Apolo prenderam em flagrante três soldados, lotados na 2ª CIPM, por negociarem a venda de uma submetralhadora de produção artesanal com um traficante, no final da tarde de terça-feira (25/01), no bairro do Barbalho, em Salvador.

A PM recebeu a denúncia de suposta venda de armamento e iniciou o acompanhamento. No momento do flagrante, um dos acusados estava com a submetralhadora no próprio veículo e, durante a abordagem, confessou o destino da arma de fogo e das munições.

Conforme a fonte do Informe Baiano, o traficante estaria sendo monitorado pelo servido de inteligência da Secretaria de Segurança Pública e foi pego em supostas “escutas” negociando armamentos e drogas apreendidas com os “criminosos fardados”, que não tiveram os nomes divulgados.

Os três policiais militares foram conduzidos à Corregedoria da Polícia Militar, onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante e estão custodiados na Coordenadoria de Custódia Provisória (CCP), em Lauro de Freitas.

A corporação irá instaurar um Inquérito Policial Militar (IPM), que apura na esfera penal, e um Processo Administrativo Disciplinar (PAD), que pode resultar na exclusão dos militares das fileiras da corporação.

Últimas Noticias

Ministério da Economia mantém previsão do PIB em 1,5%

O governo federal alterou para cima a previsão da inflação deste ano. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo...