CPI dos Respiradores é protocolada na Bahia

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) protocolou nesta terça-feira (26) o requerimento para instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o caso dos respiradores. O documento foi entregue à Secretaria Geral da Mesa Diretora, que encaminha para a Procuradoria da Casa. Em seguida, cabe ao presidente do Legislativo, deputado Adolfo Menezes (PSD), deferir ou não o pedido de abertura da comissão.

No total, 21 deputados assinaram o documento, incluindo os 12 parlamentares do União Brasil, os quatro do Republicanos, dois do PSDB, um PDT, um do PL e um do PSC. O número de 21 assinaturas é o exigido pelo Regimento Interno da ALBA para que o requerimento seja encaminhado.

Participaram da entrega do requerimento os deputados Sandro Régis (União Brasil), líder da oposição; Alan Sanches (União Brasil); Capitão Alden (PL); Paulo Câmara (PSDB); Soldado Prisco (União Brasil); Talita Oliveira (Republicanos); David Rios (União Brasil); e Samuel Jr. (Republicanos).

De acordo com o deputado Sandro Régis, a CPI na Bahia dará continuidade às investigações já iniciada pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. “Oficializamos o pedido com todas as assinaturas regimentais. Nossa CPI será uma extensão da comissão do Rio Grande do Norte. Hoje, com esse fato (operação da Polícia Federal), mais do que nunca a ALBA, independente de partido ou de posição política, tem a obrigação de apurar este caso, até porque estamos falando de quase R$ 50 milhões e 300 respiradores que poderiam salvar vidas”, afirmou o líder.

“Tenho certeza que o presidente Adolfo Menezes (PSD), como guardião da integridade desta Casa Legislativa, não irá se opor que o Parlamento cumpra o seu papel. Esperamos agora o deferimento desta peça para que a CPI seja instalada e que todos os fatos sejam devidamente apurados”, acrescentou Régis.

Régis ainda afirmou esperar que o governador Rui Costa (PT) dê apoio à CPI, já que o petista disse nesta terça-feira em entrevista que está “ansioso pra que isso seja concluído e os responsáveis sejam punidos”. “Já que o governador quer tanto que os fatos sejam esclarecidos, então ele não irá se opor à abertura da CPI. Esperamos que o governador peça aos deputados da sua bancada para assinar o requerimento para que possamos aprofundar a investigação. Não há instrumento melhor do que uma CPI para esta apuração”, salientou.

Últimas Noticias

Pequeno Cidadão: SAC promove atendimento exclusivo para crianças em nove postos do interior

O Projeto Pequeno Cidadão, que promove um atendimento exclusivo a crianças e adolescentes até 17 anos, para a emissão...