Animais de zoológico particular são mortos em guerra entre Rússia e Ucrânia

Um zoológico particular na cidade ucraniana sitiada de Mariupol não escapou da ofensiva russa, com animais pegos no fogo cruzado de bombardeios pesados. Savely Vashura, proprietário e zelador do zoológico, não deixou a cidade e não evacuou nenhum animal.

Ele disse que, mesmo durante os bombardeios mais pesados, os funcionários do zoológico garantiram que os animais fossem alimentados todos os dias, mas alguns foram mortos durante os ataques.

Vashura disse que esse número inclui cinco camelos, quatro avestruzes, seis macacos e um leopardo.

Três dias atrás, um projétil explodiu muito perto do zoológico, disse Vashura, mas acrescentou que a situação agora está “mais ou menos estável”, enquanto as forças de Moscou buscam desalojar as últimas tropas ucranianas na cidade portuária atingida.

Mariupol tem sofrido combates ferozes desde o início da guerra por causa de sua localização estratégica no Mar de Azov. Vashura disse que os alimentos para os animais começaram a chegar na forma de ajuda humanitária da Rússia, inclusive diretamente do zoológico de Moscou.

Antes disso, disse o proprietário, ele foi obrigado a alimentar os carnívoros com os restos dos animais que foram mortos pelo bombardeio. Apesar do perigo, a vida continua no zoológico, com uma nova ninhada de guaxinins nascidas recentemente.

Últimas Noticias

Pequeno Cidadão: SAC promove atendimento exclusivo para crianças em nove postos do interior

O Projeto Pequeno Cidadão, que promove um atendimento exclusivo a crianças e adolescentes até 17 anos, para a emissão...