Bombeiros resgatam vítimas em acidente no metrô em Pirajá

Um acidente num dos trens do metrô, uma vítima embaixo do trem, entre os trilhos e o dormente e outra desacordada num dos vagões. Esse foi o cenário do simulado de emergência em linhas metroviárias, realizado pelo Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) em parceria com a CCR Metrô, na tarde desta quinta-feira (28) na área de manutenção dos trens, em Pirajá.

A ação foi realizada com 42 alunos a soldados da instituição e tem como objetivo fazer com que eles coloquem em prática o resgate em ambientes de difícil acesso. Com isso eles podem trabalhar a agilidade para as ocorrências em ambientes complexos, trabalhando com todo cuidado possível para não lesionar e causar maiores traumas na vítima, além de deixá-la calma durante todo o atendimento.

“Esse treinamento em parceria é essencial para um bom atendimento. Damos o primeiro atendimento nesse tipo de acidente e acionamos os bombeiros para a retirada das vítimas de forma ágil e cuidadosa e a condução até uma unidade de saúde. Realizamos outros treinamentos com os bombeiros, como o de combate a princípio de incêndio, o que para nós é muito importante”, explicou o coordenador de atendimento da CCR Metrô, Vagner Tavares.

Para o coordenador do simulado, o tenente-coronel BM Ramon Dieggo, esse tipo de atividade é fundamental para a formação do militar. “Pois com essa parceria, além da capacitação conseguimos também adotar medidas de prevenção, nesse equipamento de transporte. Como é um equipamento com algumas particularidades, só adentramos no local do sinistro após a autorização da CCR Metrô. Além disso, nossos alunos puderam usar técnicas apropriadas e a tecnologia necessária”, completou o oficial.

A simulação faz parte da matéria salvamento terrestre, que, para o aluno a soldado BM, Alan Serra é essencial. “Poder ajudar pessoas, salvar vidas e resgatar alguém é gratificante demais. Aprendemos também que para o sucesso de toda ocorrência o trabalho deve ser feito em conjunto e com um bom alinhamento”, completou.

Os alunos soldados devem iniciaram o curso de formação o ano passado. Entre as matérias estudadas também estão combate a incêndio, relacionamento interpessoal, resgate de vítimas em altura e em ambientes confinados e atuação no meio líquido são apenas algumas das disciplinas estudadas. Os alunos realizam atividades teóricas, aliadas a ações práticas que fazem parte da rotina durante todo o curso.

Últimas Noticias

Operação prende três pessoas por comercialização de produtos contrabandeados em Paulo Afonso

Uma operação realizada na tarde desta quarta-feira (25) em Paulo Afonso prendeu três pessoas em flagrante por conta da...