Operação que apura homicídio faz buscas na casa do prefeito de Acajutiba

Ação conjunta entre o Ministério Público da Bahia, por meio do GAECO, Polícia Rodoviária Federal, Corregedoria da Polícia Militar da Bahia e Secretaria de Segurança Pública da Bahia, deflagraram “Operação Êmulo” na manhã desta quarta-feira (04/05), no município de Acajutiba. Foram cumpridos seis mandados de prisão temporária e quatorze de buscas e apreensão. Algumas investidas foram foram na prefeitura da cidade e na casa do prefeito Alex Freitas (MDB).

As investidas tiveram como objetivo apurar indícios da prática de homicídio de uma vítima, identificada como André Santos de Souza, 37 anos, ocorrido em junho de 2020. O homem foi morto a tiros na Rua José Hipólito, a poucos metros da Delegacia Territorial do município, por dois homens a bordo de uma motocicleta. O fato gerou grande repercussão na cidade, pois a vítima era conhecida por cobrar do executivo municipal atitudes mais transparentes quanto à Administração Pública. 

Segundo informações do GAECO, a vítima já havia alertado que estava sofrendo ameaças de morte por funcionários de uma empresa de segurança que presta serviço à Prefeitura Municipal de Acajutiba, cujo proprietário é um policial militar. Alguns dias antes de ser morto, a vítima havia gravado um vídeo afirmando que “se algo lhe acontecesse, seria a mando do prefeito local”. Na gravação André se identificava como opositor ao prefeito Alex Freitas e disse sofrer ameaças.

Com base nesses indícios, foram deferidos pela Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia os pedidos de prisões temporárias de um policial militar e mais cinco envolvidos, além de buscas e apreensões em endereços residenciais e profissionais dos investigados, e na Prefeitura Municipal.

Últimas Noticias

Dia da Indústria: Investimentos e atração de novas empresas fortalecem o setor baiano

Assim como todo o restante do mundo, a indústria baiana atravessa um período de desafios, mas também de muitas...