“Sofremos com a completa ausência do governo do estado no turismo”, diz prefeito de Cairu

O município, que tem diversas atrações turísticas, como Morro de São Paulo, não conta com investimentos do governo, segundo Hildécio Meireles

O prefeito de Cairu, Hildécio Meireles (União Brasil), afirmou que o município sofre com a “completa ausência do governo do estado na área turística”. Ele destacou que, nos últimos oito anos, não houve “um centavo” de investimento no turismo da cidade, que tem atrações nacionalmente famosas, como Morro de São Paulo e Boipeba.

“Há uma ausência completa do governo do estado nessa área turística. Não tem um centavo investido pelo governo aqui, mesmo com o grande potencial turístico que temos, com as belezas naturais que temos. Este potencial turístico pode ajudar na geração de emprego e renda e no desenvolvimento de toda a região, mas o governo do PT fechou os olhos para nossa região”, disse o prefeito.

Ele recebe nesta quarta-feira (8) o pré-candidato a governador ACM Neto (União Brasil), que tem uma série de agendas ao lado do prefeito no município, entre elas visitas a Morro de São Paulo e Gamboa, além de um ato político na sede da cidade.

Segundo Meireles, que já foi deputado estadual, há outras demandas da região que poderiam proporcionar desenvolvimento para os municípios, mas que não avançaram durante os governos petistas. Uma delas é o semianel rodoviário de Valença. “Vai facilitar a vida de toda a região. Hoje a cidade de Valença está estrangulada, todo o trânsito da BA-001 passa por dentro do município”, contou.

Outra reivindicação é um terminal de carga e descarga adequado para atender à crescente demanda da região. “Nossa sugestão é um novo modal de carga e descarga num ponto chamado Mutá, em Valença, que vai descongestionar inclusive o Rio Una e vai atender não só Tinharé, mas também outras regiões, tanto por via marítima quanto terrestre. É uma reivindicação antiga, ignorada pelo governo”, ressaltou.

A melhoria na infraestrutura, tanto com o semianel quanto com o terminal, seria positiva inclusive para facilitar o acesso aos atrativos turísticos. “Nesse terminal poderia ter um ponto para fluxo de pessoas”, pontuou o prefeito.

Hildécio Meireles ainda ressalta que a região precisa de um hospital regional e sofre com a precariedade na segurança pública e na educação. “O governo do PT deixou muito a desejar com a nossa região nessas áreas essenciais, como segurança e educação. As polícias não têm investimento, as escolas estão sucateadas”, frisou.

Últimas Noticias

Anvisa proíbe uso do fungicida carbendazim em produtos agrotóxicos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou hoje (8) por unanimidade a proposta de Resolução da Diretoria Colegiada...