Governo enviou 300 servidores para ajudar em buscas no Amazonas

A Secretaria de Comunicação do governo federal (Secom) informou neste final de semana que mais de 300 funcionários – entre militares, policiais federais, servidores da Fundação Nacional do Índio (Funai) e integrantes das Forças Nacionais – foram deslocados para ajudar nas operações de busca e investigação do paradeiro do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira.

Os corpos de Dom Phillips e de Bruno Pereira já foram localizados e identificados. O corpo de Bruno, que foi periciado hoje (18), tinha 3 perfurações de armas de grosso calibre – duas no tórax e abdôme e uma na cabeça. O laudo determinou que a causa da morte foi “traumatismo toracoabdominal e craniano”.

“Em rápida ação, nesta sexta-feira, a perícia da Polícia Federal, com base em exames de odontologia legal combinados com a antropologia forense, identificou que o material biológico encontrado é do jornalista Dom Phillips”, informou a Secom em nota.

Últimas Noticias

Vasco e Sport empatam em Maracanã lotado

O Vasco empatou sem gols com o Sport, na tarde deste domingo (3) no estádio do Maracanã, pela 16ª...