Lideranças ciganas debatem com Bruno Reis e Sandro Bahiense mapeamento das comunidades e segurança pública

Representantes do Instituto Cigano do Brasil (ICB) estiveram reunidos com o prefeito da capital baiana, Bruno Reis, nesta quarta-feira (23/06). O encontro foi organizado pelo vereador Sandro Bahiense, que representa os povos ciganos na Câmara Municipal de Salvador. Estiveram presentes também o presidente do ICB, Rogério Ribeiro; a coordenadora do ICB/BA, calin Ely Macêdo; e o coordenador de Articulação, Washington Plácido.

Na ocasião, foram entregues ao gestor demandas dos Povos Ciganos de Salvador e da Bahia, a exemplo da implantação nos dados de informações dos órgãos públicos o campo para escolha da Etnia e um projeto que visa o mapeamento das comunidades ciganas. As lideranças também entregaram ao prefeito o certificado “Amigo dos Povos Ciganos de Salvador”.

“Essa solicitação sobre a inclusão da etnia nos cadastros acontece para que nós tenhamos dados sobre quantitativos. Também discutimos a questão da segurança pública, pois ano passado ocorreram 20 sequestros de ciganos em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. E esse ano já foram três casos”, pontua Ribeiro que também é conselheiro nacional da Igualdade Racial.

“Outro tema importante que foi tratado é em relação a educação. A gente luta também para que nas academias e também nos cursos policiais tenha uma disciplina sobre os povos tradicionais. Porque isso? Para que a gente possa explicar como deve ser o procedimento ao chegar em uma comunidade cigana, que é diferente de um bairro. E isso acontece também com os terreiros de matriz africana e com as comunidades quilombolas”, conclui o líder cigano.

O vereador Sandro Bahiense acrescenta que “são pautas municipais e também estaduais”.

“São anos sem um diálogo com os povos ciganos, que muitas vezes são marginalizados. Inicialmente estão envolvendo a prefeitura de Salvador com esse mapeamento e também a aprovação de alguns projetos, a exemplo do Dia Municipal da Etnia Cigana. A partir do ano que vem o objetivo é envolver o Governo do Estado na futura gestão de ACM Neto, pois trata-se de um projeto a longo prazo. Obviamente, isso não vai acontecer da noite para o dia, mas é dessa forma que a gente vai vencer e avançar. Será um trabalho constante. Nosso povo tem que ser tratado com respeito, com dignidade e tem que ser ouvido”, finaliza Bahiense.

Últimas Noticias

Covid-19: confira os postos de vacinação em Salvador nesta quinta (7)

A vacinação contra a Covid-19 prossegue em Salvador nesta quinta-feira (7), das 8h às 16h, através de postos fixos...