Bilionário é condenado por acidente com jatinho que matou 5 pessoas no sul baiano

O empresário bilionário José João Abdalla Filho foi condenado pela Justiça de São Paulo e vai ter indenizar por danos morais os familiares de uma das cinco vítimas da queda de um jato executivo em Maraú, no sul da Bahia, em novembro de 2019. O homem era proprietário do avião, que não tinha autorização nem qualificação legal para realizar transporte aéreo público de passageiros. A decisão publicada nesta terça-feira (05/07)

A juíza Elaine Faria Evaristo, da 20ª Vara Cível do Foro Central de São Paulo, determinou que o bilionário pague o valor de R$ 600 mil para os pais de Tuka Rocha, ex-piloto de Stock Car. Evaristo concluiu que os documentos comprovaram que “houve contrato de transporte por meio de táxi aéreo ilicitamente prestado”, o que acarretou a “responsabilidade civil objetiva do réu pelos eventos transcorridos na contratação de sua aeronave”. A família havia pedido uma indenização de R$ 1 milhão a título de danos morais e materiais.

Além de Tuka Rocha, morreram no acidente Fernando Oliveira Silva, de 26 anos, Maysa Marques Mussi, de 32, Marcela Brandão Elias, de 37, e Eduardo Elias, de 6.

Últimas Noticias

MP recomenda realização de estudos técnicos para instalação da ponte Salvador – Ilha de Itaparica

O Ministério Público estadual expediu recomendação ao Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) para que adote uma...