Geomanta garante mais segurança à população de Boa Vista do Lobato

Moradores da Rua Oswaldo Martins de Castro, em Boa Vista do Lobato, passaram a viver com mais segurança, principalmente em dias de chuva, após a Prefeitura instalar a proteção de encosta na região. A geomanta foi entregue nesta quarta-feira (13), pelo prefeito Bruno Reis, ao lado do diretor-geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Sosthenes Macêdo, e demais gestores municipais.

A iniciativa responde a uma demanda histórica da população local que, por décadas, viveu em situação de risco. A região, historicamente uma das mais críticas áreas de risco da Cidade Baixa, por estar situada sobre uma falha geológica, foi contemplada com uma geomanta aplicada em 1.438,90 m² e investimento de quase R$300 mil, que beneficiou 294 famílias.

Foto: Betto Jr./Secom

O prefeito lembrou, durante a entrega, que a Prefeitura tem dedicado atenção contínua à proteção das encostas da cidade. “Devido à irregularidade de sua geografia, Salvador convive com a carência de áreas planas, o que leva as pessoas a construir em morros e encostas. Desde o início desta gestão demos prioridade a este tema e, somado à experiência de oito anos da gestão anterior, conseguimos ajudar a combater este problema de modo que não temos registrado nenhum óbito em decorrência das chuvas”.

O encarregado de seção Eliaquim Bonfim, 34 anos, lembrou que durante mais de dez anos vivendo na localidade, conviveu com a sensação constante de medo. “O barranco era bastante irregular. A casa de minha avó desabou em duas oportunidades. Ainda assim conseguimos reconstruir o imóvel, e tivemos muito prejuízo”.

Experiência – A cerimônia contou ainda com gestores da cidade paulista de Francisco Morato, que vieram à capital baiana para conhecer a expertise de Salvador no trato com problemas relacionados à chuva, em especial em contenção de encostas. O vice-prefeito da cidade, Ildo Gusmão, ficou bastante impressionado com a técnica da geomanta e seus resultados.

“Não conhecíamos esta técnica, exceto por matérias que acompanhamos. Por conta disso, entramos em contato com a Prefeitura, em especial a Codesal, para combinarmos de vir a Salvador e ver a experiência de vocês. Nossa região sofre há anos com a questão das chuvas, até porque tem uma geografia que lembra muito alguns bairros aqui de Salvador. Percebemos que a tecnologia da geomanta poderia solucionar muitos dos nossos problemas”, declarou Gusmão.

Balanço – Até o momento, 236 áreas de risco da cidade foram protegidas pelas geomantas. Outras 120 localidades receberam a contenção de encosta através da técnica de solo grampeado e cortina atirantada. Somente na proteção de áreas de risco foram investidos mais de R$400 milhões.

Últimas Noticias

Fim da dupla Simone e Simaria é confirmado

As irmãs Simone e Simaria confirmaram em portagem nas redes sociais, nesta quinta-feira (18/08), o fim oficial da...