Salvador participa de conferência internacional sobre cidades criativas em Santos

Salvador é uma das participantes da 14ª Conferência Anual da Rede de Cidades Criativas da Unesco, que teve início nesta segunda-feira (18) e segue até a próxima sexta-feira (22), no Blue Med Convention Center, em Santos (SP). A iniciativa, que ocorre pela primeira vez na América Latina, é um hub global que fomenta a troca de experiências e informações sobre cultura, criatividade e economia criativa no contexto urbano mundial. O tema da edição é “Criatividade – caminho para a igualdade”.

A capital baiana foi representada pela secretária de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda (Semdec), Mila Paes, e pelo diretor da Salvador Tech, Leandro Lima. Na ocasião, foram apresentadas algumas das experiências de Salvador como importante pólo criativo nacional. Um dos destaques é o Polo de Economia Criativa de Salvador – Doca 1, criado com o objetivo de impulsionar a criatividade do soteropolitano. Instalado no Comércio, o espaço reúne representantes da cadeia criativa da cidade, incentivando novos talentos, promovendo qualificação, ofertando mão de obra, e aproximando empresas e profissionais num espaço de geração de ideias e negócios criativos.

Também foi apresentada a Cidade da Música da Bahia, equipamento cultural localizado no bairro do Comércio, que conta a história da música na capital baiana desde a colonização até formação da paleta de ritmos que faz da cidade um epicentro de inovação e criatividade musical. O projeto terá ainda um Centro de Formação e uma Casa de Espetáculos, em fase de execução.

Outro exemplo é Casa do Carnaval, na Praça da Sé, que conta, a partir de meios audiovisuais, a história da maior festa de rua e o maior case de economia criativa do planeta, com destaque para a criação do trio elétrico, a invenção e consolidação da axé music, dentre outros marcos históricos.

“Iniciativas como a Cidade da Música da Bahia, a Casa do Carnaval e o Polo de Economia Criativa são alguns dos pilares para fomentar, desenvolver e solidificar nossa cultura da música, além de proporcionar uma renovação dos nossos ritmos e trazer renda através do turismo”, afirmou Lima.

Além da capital baiana, o encontro conta com as participações das cidades de Quebec (Canadá), Istambul (Turquia), Jacarta (Indonésia), Dacar (Senegal), Seul (Coreia do Sul), Milão (Itália), Bristol (Inglaterra) e Guadalajara (México). A iniciativa também contou com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) e da Empresa Salvador Turismo (Saltur).

Últimas Noticias

Anvisa proíbe uso do fungicida carbendazim em produtos agrotóxicos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou hoje (8) por unanimidade a proposta de Resolução da Diretoria Colegiada...