Assista! Paroquiana foi morta na frente dos filhos e de equipe da Record, afirma familiares

DSC_9498O irmão da paroquiana Vânia Machado, de 40 anos, que foi morta neste sábado (24) na Rua Divisa Alegre, no bairro do Lobato, subúrbio de Salvador, afirmou em entrevista ao Informe Baiano que uma equipe da TV Record presenciou toda ação policial. “Ela morreu dentro da varanda de casa. Eles gravaram o tiro. E eu mandei a equipe de reportagem filmar ela no chão e eles se recusaram. Eu falei filma ai agora e os policiais levaram eles para o batalhão”, afirmou Clóvis Machado. Tudo aconteceu na frente dos filhos de Vânia. Após a retirada dos jornalistas, populares fizeram um protesto em frente a sede da 14ª Companhia Independente.

Clóvis contou ainda que os policiais já chegaram no local atirando. “Ela tava na porta de casa e os policiais estavam fazendo abordagem. O cara disparou três tiros e um pegou na cabeça de minha irmã. Não tinha traficante nenhum”, acusou. A vítima foi enterrada no Cemitério Quinta dos Lázaros. O comandante da Unidade, major Humberto, esteve com os familiares hoje (24) por volta de 12 horas.

A TV Record informou através de contato por telefone que sua equipe de reportagem estava passando pela Avenida Suburbana e tentou acompanhar a ação, mas a Polícia Militar não permitiu a filmagem da operação.

Assista abaixo a entrevista com os familiares da vítima!

Nota da Polícia Militar

“Na noite deste sábado (23) policiais militares da 14ª CIPM foram acionados para averiguar a denúncia de homens armados nos fundos do Colégio Ailton Pinto de Andrade no bairro do Lobato. Ao chegar no local a guarnição iniciou o procedimento de abordagem a algumas pessoas que lá se encontravam, quando perceberam que um indivíduo empreendeu fuga. Dois dos policiais militares acompanharam o homem e este efetuou vários disparos contra os militares. Os dois integrantes da equipe policial efetuaram um disparo, cada, em resposta à agressão, mas não conseguiram alcançar o agressor. Momentos depois chegou ao conhecimento da guarnição uma vítima de disparo de arma de fogo nas imediações do local do início da abordagem. Esta vítima, uma mulher, foi socorrida por uma segunda guarnição acionada em reforço à ocorrência. A mulher foi conduzida para o Hospital do Subúrbio imediatamente. Quase uma hora depois da saída dos policiais daquele local foi passada outra informação de que uma segunda mulher estava caída ao solo vitimada por disparo de arma de fogo. A guarnição averiguou a denúncia e constatou que a mulher identificada como Vânia Machado, 40 anos, fora vitimada por disparo de arma de fogo e falecera.
A guarnição empregada na ação policial foi conduzida à Corregedoria Geral da PMBA para prestar esclarecimentos e um Inquérito Policial Militar foi instaurado para esclarecer as circunstâncias do ocorrido em toda a ação desencadeada”.

Departamento de Comunicação Social da PM

Últimas Noticias