Prefeitura Municipal de Savaldor

TARADO E CARA DE PAU: Homem passa mão nas nádegas de jornalista ao vivo e ainda nega

Um homem abordou e assediou a jornalista Isabel Balado durante uma cobertura ao vivo para o programa “En Boca de Todos”, do canal Mediaset, na Espanha. Um romeno de 25 anos tocou nas nádegas da repórter e causou revolta. O caso aconteceu próximo à Praça Tirso de Molina, onde a profissional de imprensa estava cobrindo um assalto a um estabelecimento ocorrido no domingo (10/09).

Ao perceber a atitude criminosa, o apresentador Nacho Abad, que assistia à situação no estúdio, interveio rapidamente e se certificou com a colega sobre a situação. Isabel confirmou que foi tocada pelo homem, que negou mesmo com as imagens mostrando o flagrante.

A jornalista questionou o agressor: “Por mais que queira me perguntar de que canal somos, você realmente tem que tocar na minha bunda?”. O agressor, por sua vez, retrucou: “Eu não queria tocar na sua bunda”. A jornalista prontamente respondeu: “Você tocou”.

O agressor, então, afastou-se da câmera, mas não antes de acariciar os cabelos da jornalista, que pediu que ele a deixasse trabalhar. As imagens revelaram claramente o estado de nervosismo e desconforto da profissional após o toque não consensual.

Em um segundo momento, a repórter observou que o agressor continuava na área, tentando interagir com outras mulheres. Quando as câmeras voltaram a focá-lo, ele voltou a se aproximar da jornalista. A equipe responsável pelo programa Mediaset entrou em contato com a polícia imediatamente após o ataque.

Diante da denúncia, os policiais agiram rápido e prenderam o agressor, que foi encaminhado para a Unidade de Família e Assistência à Mulher da Sede da Polícia de Madrid.

A polícia agora analisa as imagens e colhe depoimentos de ambas as partes. O detido poderá enfrentar acusações de agressão sexual, tendo em vista o toque não consensual à jornalista, cometido diante de uma audiência ao vivo.

Nas redes sociais, o criminoso recebeu diversas críticas. A ministra da Igualdade em exercício, Irene Montero, utilizou o X (antigo Twitter) para manifestar seu apoio à jornalista: “O que até agora era ‘normal’ já não é normal. #SeAcabó é o grito do nosso país para garantir o direito à liberdade sexual de todas as mulheres. O toque não consensual é violência sexual.”

A ministra do Trabalho na Espanha, Sumar Yolanda Díaz, também condenou a situação: “O machismo é o que faz com que os jornalistas tenham que sofrer agressões sexuais como esta e que os agressores fiquem sem qualquer tipo de remorso diante das câmeras. Não pode ficar impune.”

Prefeitura Luis Eduardo Magalhães
Prefeitura Porto Seguro

Quarta morte por dengue é confirmada na Bahia, diz Sesab

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) confirmou a quarta morte por dengue no estado nesta segunda-feira (26/02). A...