Exemplo de imagem responsivaGoverno do Estado da Bahia
Informe Baiano
Exemplo de imagem responsivaGoverno do Estado da Bahia

Bebê sofre mais de 50 mordidas de ratos; pais e tia são detidos

Um bebê de apenas seis meses foi encontrado em estado inconsciente depois de ter sido mordido mais de 50 vezes por ratos em Evansville, no estado norte-americano de Indiana, de acordo com informações de documentos judiciais citados pela mídia dos Estados Unidos.

O terrível caso foi na manhã de 13 de setembro, quando a criança foi descoberta deitada de bruços em seu berço, exibindo marcas de mordidas na testa, bochecha direita, nariz, perna e pé direito. Suas mãos apresentavam ferimentos tão graves que era possível ver os ossos. A gravidade da situação foi classificada pelos médicos como “extremamente grave” e “quase fatal”, já que o bebê estava perto de sangrar até a morte.

Foi o pai, David Anthony Schonabaum, quem chamou o serviço de emergência médica em busca de ajuda. Ele admitiu às autoridades que enfrentava problemas com infestação de ratos em sua residência, afirmando ter tentado eliminar os roedores várias vezes, sem sucesso.

Apesar de apresentar evidências desse problema em sua casa, David acabou sendo detido, juntamente com sua esposa e uma irmã desta última que vivia na mesma residência com seus próprios filhos.

Os Schonabaum, pais de três crianças, já estavam sob investigação da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens. Duas das cinco crianças que residiam na casa haviam recentemente relatado a professores que foram mordidas nos pés por ratos enquanto dormiam.

No histórico da família, em dezembro de 2022, David e sua esposa, Angel, foram acusados de negligência após um dos filhos ter se machucado devido à falta de supervisão. Posteriormente, em junho do mesmo ano, David foi acusado de agredir a mesma criança, que na época tinha três anos de idade.

Apesar das acusações e das condições relatadas na casa, incluindo desordem, presença de lixo, fezes de animais, pilhas de pratos sujos e odores desagradáveis, por assistentes sociais que visitavam a família regularmente, o casal nunca havia sido preso ou condenado até então. Isso mudou agora com a investigação em andamento.

O bebê que sofreu as mordidas já recebeu alta do hospital. Tanto ele quanto os outros quatro filhos que viviam na mesma residência foram retirados dos pais e colocados em um abrigo.

Fundação Jose Silveira

Últimas Noticias

Populações periféricas são mais vulneráveis à dengue

"O meu homem-aranha está amuado, tristinho. É tão estranho”. A auxiliar de serviços gerais Juliana Pereira, de 28 anos...