Exemplo de imagem responsiva Gorverno do Estado da Bahia
Informe Baiano
Exemplo de imagem responsiva Gorverno do Estado da Bahia

Ford registra segundo ano consecutivo de lucro após fechar fábricas no Brasil

Quase três anos após anunciar o encerramento de suas fábricas no Brasil e a transição para a importação de modelos premium, a Ford comemora seu segundo ano consecutivo de lucro na América do Sul. Responsável por cerca de 70% das vendas na região, o Brasil desempenha um papel crucial nesse novo capítulo da estratégia da montadora.

O presidente da Ford América do Sul, Daniel Justo, não revelou números financeiros específicos, mas afirmou que a região continuará gerando lucro para o grupo pelo segundo ano consecutivo. Esse cenário otimista contrasta com a decisão anterior de encerrar as operações nas fábricas de Camaçari (BA), Taubaté (SP) e Horizonte (CE), em janeiro de 2021.

Após o fechamento das unidades fabris, a Ford optou por manter seu centro tecnológico na Bahia e seu laboratório com pista de testes em Tatuí (SP). Atualmente, 35% do desenvolvimento de sistemas tecnológicos globais da empresa são conduzidos pela filial brasileira, empregando 1,5 mil engenheiros, 85% dos quais trabalham em serviços exportados.

Daniel Justo destacou que as exportações de serviços geraram um faturamento significativo de R$ 500 milhões. Ele enfatizou a contribuição do centro tecnológico brasileiro para o grupo, mencionando que as notas fiscais são enviadas para Detroit (EUA), e os dólares resultantes desses serviços são trazidos de volta para o Brasil.

A estratégia de focar exclusivamente em modelos premium, com preços variando de R$ 210 mil a R$ 576,5 mil, tem se mostrado bem-sucedida para a Ford. Com cinco picapes, dois SUVs, o esportivo Mustang e três comerciais leves no portfólio, a empresa registrou um aumento de 38% nas vendas, totalizando 25,3 mil veículos até novembro deste ano, em comparação com o mesmo período em 2022.

Além das operações comerciais, a Ford também anunciou a conclusão do processo de reversão da fábrica de Camaçari ao governo da Bahia. A BYD, empresa chinesa, agora detém a propriedade do local e investirá R$ 3 bilhões na produção de automóveis híbridos e elétricos, ônibus, caminhões e, futuramente, processamento de lítio. A Ford recebeu R$ 220 milhões pela devolução das instalações, cobrindo os gastos com prédios e infraestrutura. A fábrica da Troller no Ceará permanece à venda, sem previsão imediata de negociação, conforme declarou o vice-presidente da Ford na América do Sul, Rogelio Golfarb.

Conferência pede recursos para direitos de pessoas com deficiência

“Não existe política de direitos humanos sem orçamento. O resto é fantasia. Fantasia perversa, que faz as pessoas acreditarem em coisas que nunca vão...

Obesidade é a nova realidade de crianças brasileiras, dizem especialistas

Aobesidade infantil é a nova realidade entre crianças brasileiras, isso é o dizem pediatras, nutricionistas e órgãos de saúde de todo o Brasil. A...

Conferência pede recursos para direitos de pessoas com deficiência

“Não existe política de direitos humanos sem orçamento. O resto é fantasia. Fantasia perversa, que faz as pessoas acreditarem...
Fundação Jose Silveira

Conferência pede recursos para direitos de pessoas com deficiência

“Não existe política de direitos humanos sem orçamento. O resto é fantasia. Fantasia perversa, que faz as pessoas acreditarem...

Obesidade é a nova realidade de crianças brasileiras, dizem especialistas

Aobesidade infantil é a nova realidade entre crianças brasileiras, isso é o dizem pediatras, nutricionistas e órgãos de saúde...

Ministério convoca comitê para apurar apagão na Ilha do Governador

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira (foto), convocou o comitê de crise da pasta para apurar o...

Pitbull ataca crianças, porteiro e moradores dentro de condomínio em Feira de Santana

Em vídeos enviados ao Informe Baiano por moradores do Condomínio Villa Mariana neste sábado (13/07), é possível ver o...